Sem categoria

Susam confirma um caso de Zika em Manaus e outros 22 suspeitos

Assim como a dengue e a chikungunya, o zika vírus é transmitido pelo Aedes aegypti - foto: divulgação

Assim como a dengue e a chikungunya, o zika vírus é transmitido pelo Aedes aegypti – foto: divulgação

O Amazonas tem um caso confirmado do zika vírus e outros 22 suspeitos, informou a Secretaria Estadual de Saúde (Susam). De acordo com o secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, os 22 casos suspeitos e o caso confirmado foram registrados em Manaus. Segundo ele, até o momento não houve registros no interior.

A Fundação de Medicina Tropical Dr Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) passará a adotar, a partir de janeiro de 2016, a técnica do PCR em tempo real (Polymerase Chain Reaction – Reação em Cadeia da Polimerase), que permitirá obter informações para detecção e diagnóstico da doença. A Fiocruz já adota a metodologia no Estado e, com a FMT, o serviço será ampliado.

Assim como a dengue e a chikungunya, o zika vírus é transmitido pelo Aedes aegypti, com o agravante de estar associado ao surto de microcefalia que ocorre no nordeste brasileiro. A diretora-presidente da FMT-HVD, Graça Alecrim, explica que a técnica tem como diferencial a versatilidade, que permite a aplicação em diversos materiais biológicos.

“É um método capaz de identificar o patógeno (vírus, protozoários, dentre outros), fornecendo informações precisas da sua presença no material analisado. É muito importante para a confirmaçã o do diagnóstico”, destacou a diretora

Como parte das ações para reforçar o monitoramento dos casos de Dengue, Chikungunya e, agora, principalmente de Zika vírus, a Susam já definiu quatro unidades sentinelas: o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, a Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado e o Pronto-Socorro da Criança da Zona Oeste, na rede pública e o Hospital Adventista, da rede particular.

Conforme dados da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), em 2015, em todo o Estado, foram registrados 7.191 casos de Dengue. Em relação à febre Chikungunya, neste ano foram notificados 152 casos da doença no Amazonas, somente 12 confirmados, 75 descartados e 65 permanecem sob investigação. Dos 12 casos confirmados, cinco foram de transmissão autóctone (interna) e os sete restantes “importados” (o doente foi infectado fora do Estado).

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir