Dia a dia

Superintendente da FAS entrega relatório de atividades 2015 à direção do Amazonas EM TEMPO

O superintendente geral da FAS, Virgílio Viana entregou o relatório ao diretor de redação, o jornalista Mário Adolfo - foto: Ricardo Oliveira

O superintendente geral da FAS, Virgílio Viana entregou o relatório ao diretor de redação, o jornalista Mário Adolfo – foto: Ricardo Oliveira

O superintendente geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana, esteve na tarde desta quarta-feira (4), na sede do jornal Amazonas EM TEMPO para entregar o relatório de atividades 2015 ao diretor de redação, o jornalista Mário Adolfo.  O documento faz um balanço de todos os projetos desenvolvidos pela fundação.

No relatório, foram divulgadas as atividades de campo  realizadas pela fundação, definidas pelo Conselho de Administração do FAS, presidida pelo ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Luiz Furlan. Entre elas, 85 oficinas de planejamento participativo, que envolveram 5.496 participantes. Nas 574 comunidades que a FAS atua, foram implementados 656 projetos de geração de renda, 104 ações para a melhoria de qualidade de vida, beneficiando 9.421 famílias.

Também foram ampliados os resultados de conservação ambiental, onde as unidades de conservação estaduais beneficiadas pelos programas da fundação tiveram cerca de duas vezes menos focos de incêndio por unidade de área do que as demais unidades de conservação estaduais.

FAS

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) é uma organização brasileira não governamental, sem fins lucrativos, de utilidade pública estadual e federal. Foi criada em 20 de dezembro de 2007, pelo banco Bradesco em parceria com o governo do Estado do Amazonas. Posteriormente, passou a contar com o apoio da Coca-Cola Brasil (2009), do Fundo Amazônia/BNDES (2010) e da Samsung (2010), além de outras parcerias em programas e projetos desenvolvidos.

A missão da FAS é promover o envolvimento sustentável, a conservação ambiental e a melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas do Estado do Amazonas. As principais iniciativas são implementadas por meio do Programa Bolsa Floresta (PBF), Programa de Educação e Saúde (PES), e Programa de Soluções Inovadoras (PSI).

Em 2015, a FAS assistiu 574 comunidades ribeirinhas no Estado do Amazonas, beneficiando mais de 40 mil pessoas.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir