Mundo

Suíça proíbe venda de carros da Volks que enganam testes de gases poluentes

As autoridades suíças proibiram, temporariamente, a venda de novos carros do grupo Volkswagen equipados com dispositivo que engana os testes de emissões de gases poluentes. O Swiss Federal Roads Office, agência suíça responsável pelo setor dos transportes, informou que alguns dos 180 mil veículos fabricados pelas empresas Audi, Seat, Skoda e Volkswagen entre 2009 e 2014 poderiam estar entre os que falsearam as emissões.

Segundo a agência, os modelos equipados com motores diesel do tipo 1.2TDI, 1.6TDI e 2.0TDI podem estar equipados com um software capaz de enganar os testes ambientais. As autoridades suíças ressaltaram que apenas carros projetados para atender às normas de emissão EUR05 foram afetados e não os motores de EUR06. O anúncio vem após o grupo Volkswagen ter nomeado o presidente da Porsche, Matthias Mueller, como novo presidente executivo da empresa líder mundial nas vendas de carros.

A escalada do escândalo ficou clara quando a Volkswagen admitiu que 11 milhões de seus carros a diesel estão equipados com os chamados dispositivos manipuladores, que, automaticamente, desligam os controles de poluição quando o carro está sendo conduzido e voltam a impedir emissões poluentes durante a realização de testes.

A agência suíça disse que criou um grupo de trabalho para investigar quais os tipos de veículos vendidos no país que realmente estão equipados com o software manipulador. O grupo de trabalho tem feito contato com os importadores de veículos afetados, com os departamentos de registro de matrículas estrangeiras e com outras autoridades suíças, tanto no nível federal quanto regional.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir