Economia

Suframa sinaliza parcerias com Inpa e Ufam para produção de alimentos amazônicos

A ideia é elaborar um planejamento integrado multi-institucional focado em produtos alimentícios amazônicos | Divulgação

A industrialização e a exportação de alimentos da Amazônia foram tema de reunião entre o titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Appio Tolentino, e pesquisadores e cientistas especializados em piscicultura e fruticultura do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Segundo Tolentino, a ideia é elaborar um planejamento integrado multi-institucional focado em produtos alimentícios amazônicos com potencial estratégico para serem industrializados e depois exportados.

“Queremos construir um projeto às instituições de pesquisa da região para definir uma lista prioritária de alimentos amazônicos que mais agradam ao paladar dos consumidores da Europa, da Ásia e dos Estados Unidos, por exemplo, e que tenham potencial de industrialização. Temos excelentes pesquisas na área e contamos também com um grande interesse internacional pela grife Amazônia” explicou o superintendente.

Nos últimos 20 anos, aproximadamente 40% dos 1.275 convênios feitos pela Suframa na região foram para o fomento de cadeias produtivas do setor primário. Um exemplo positivo é a cadeia leiteira em Rondônia, que hoje atende também o mercado consumidor do Amazonas.

“É urgente a estratégia de diminuirmos a dependência da nossa economia do Polo Industrial de Manaus (PIM). A segunda parte desse plano terá como fim as pesquisas fitoterápicas, fitocosméticas e de biomoléculas. Iniciaremos com os alimentos pelo potencial de geração de empregos e de renda do agronegócio. É histórico que o setor primário e o agronegócio é que seguram o país em momentos de crise”, explicou Tolentino.

Leia mais no Jornal EM TEMPO, já nas bancas.

EM TEMPO

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir