Economia

Suframa pode ter posto no aeroporto de Manaus

A reabertura do posto da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) no aeroporto internacional Eduardo Gomes, a fim de dar celeridade ao processo de fiscalização de cargas nacionais, foi o tema central do encontro realizado nesta segunda-feira (29) entre a superintendente da autarquia, Rebecca Garcia, com o superintendente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), em Manaus, Usiel Paulo Vieira.

A reunião foi acompanhada pelo superintendente adjunto de Operações da Suframa, substituto, João Paiva, o coordenador geral de Controle de Mercadorias e Cadastro, substituto, Eduardo Lincoln, o gerente de logística de cargas do aeroporto, Nilson Teixeira, e o gerente comercial da Infraero, Adelcir Lima.

“Temos cargas perecíveis, medicamentos, que passam pelo terminal de cargas do aeroporto e que necessitam de atenção redobrada da Suframa. Por isso, consideramos de fundamental importância a reativação do posto da autarquia no aeroporto “, destacou a superintendente.

Segundo Usiel Vieira, a presença da Suframa é positiva para agilizar a movimentação de cargas aéreas em Manaus. “O terminal de cargas do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes é o maior em movimentação da Infraero em todo o país. E isso se deve à Suframa, que administra os incentivos às empresas da região. Tê-la como parceira novamente será bom para as empresas, para a Suframa e para a Infraero”, disse Vieira.

Desburocratização

Uma das medidas discutidas durante o encontro foi a possibilidade de troca de informações entre Suframa e Infraero mediante sistemas informatizados. “Essa interação eletrônica tem por objetivo dar maior celeridade e desburocratização aos processos realizados pela autarquia no posto avançado do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes”, reforçou a superintendente Rebecca Garcia.

Exportação

A exportação de produtos com o selo ‘Made in Zona Franca de Manaus’ teve recuperação no último mês de junho deste ano. A informação foi dada pela superintendente da Suframa), Rebecca Garcia.

Medido em dólares, foram exportados pela indústria incentivada de Manaus o montante de US$ 39 milhões naquele mês, acumulando, no primeiro semestre deste exercício, US$ 239,9 milhões.

A superintendente da Suframa disse ainda que o montante das exportações da Zona Franca de Manaus (ZFM) vinha caindo desde o mês de fevereiro, quando atingiu US$ 45 milhões, tendo sido de US$ 35,8 milhões em maio, antes de apresentar recuperação no último mês de junho.

Mesmo assim, Rebecca Garcia reconheceu baixa superior a 17% na comparação com o primeiro semestre do ano anterior.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir