Esportes

STJD denuncia Palmeiras por ação de torcedores contra dirigentes do Flamengo

Palmeiras pode perder mando de campo de até dez partidas - foto: César Greco/Palmeiras

Conforme procuradoria Palmeiras pode perder mando de campo de até dez partidas – foto: César Greco/Palmeiras

A procuradoria do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) denunciou o Palmeiras por agressões de seus torcedores contra a diretoria do Flamengo, no duelo entre as duas equipes ocorrido em 14 de setembro, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro.

Segundo a reportagem apurou, a denúncia enquadrou o Palmeiras no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: “Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto”.
Este item corresponde a uma punição de multa, de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), ou até perda do mando por dez jogos, caso seja comprovado a gravidade da “desordem” na arena esportiva.

Durante a partida, palmeirenses hostilizaram e atiraram objetos contra dirigentes do Flamengo que estavam nas tribunas do Allianz Parque.

Além disso, segundo relatos de membros da direção flamenguista, parte da torcida alviverde teria tentado invadir o camarote rubro-negro, sem sucesso.

“Já me relataram aqui. Ocorreu essa situação, um absurdo. E não apareceu ninguém para coibir. No intervalo, um segurança do Palmeiras ainda foi lá nos tratar muito mal. Queremos saber se o STJD [Superior Tribunal de Justiça Desportiva] viu isso também”, reclamou o diretor executivo de futebol do Flamengo, Rodrigo Caetano, após a partida na capital paulista.

“Foram alguns membros da Mancha [Verde]. Achei até estranho porque achei que eles não viriam. Tacaram coisas no nosso grupo. Está tudo filmado e registrado”, reforçou o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello.

O jogo entre líder e vice-líder do Brasileiro terminou empatado por 1 a 1. O Palmeiras segue na primeira posição do campeonato, com 51 pontos, seguido de perto pelo Flamengo, que tem 50.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir