Política

STJ autoriza quebra de sigilo telefônico de Sérgio Cabral e Luís Fernando Pezão

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) autorizou a quebra do sigilo telefônico do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), do seu antecessor, Sérgio Cabral (PMDB), e do ex-secretário da estadual da Casa Civil do Rio, Regis Fichtner.
Os três são suspeitas de terem se beneficiado do esquema de de corrupção da Petrobras. A medida foi assinada pelo ministro Luís Felipe Salomão, relator dos inquéritos relacionados à Operação Lava Jato que tramitam na corte.

De acordo com o G1, Salomão também referendou a quebra do sigilos de executivos ligados a empreiteiras envolvidas no esquema de desvios na estatal. O objetivo, segundo o portal, é ter acesso aos registros de ligações feitas entre outubro de 2009 e o fim de 2010.

Procurado, Sérgio Cabral afirmou que “respeita o processo judicial e reitera o seu repúdio e a sua indignação às mentiras ditas pelo delator Paulo Roberto Costa (ex-diretor de Abastecimento da Petrobras)”.

Regis Fichtner preferiu não comentar, e Pezão ainda não respondeu à solicitação da reportagem até o fim da tarde.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir