Dia a dia

SSP vai utilizar drones no combate ao crime e monitoramento de presídios no AM

Fontes falou sobre a importância da segurança das fronteiras – Márcio Melo

A expectativa é que na próxima semana, o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) comece a utilizar tecnologia de drones durante as ações da segurança pública do Amazonas. A informação foi confirmada pelo secretário de segurança, Sérgio Fontes. A atualização no parque tecnológico, assim como o apoio do Exército Brasileiro e o trabalho em conjunto com as Polícias Militar e Civil, são algumas das medidas que vão contribuir para estabilizar a crise no sistema penitenciário e também garantir a segurança da população.

“Nós já contamos com helicópteros, mas iremos ter uma opção a mais, inclusive mais barata, com a utilização dos drones. Inicialmente, eles irão sobrevoar as redondezas dos presídios e, em seguida, vão para outras áreas, como as de risco e de invasões. As imagens vão ser observadas por um telão no Centro Integrado. Vamos ainda fazer um estudo sobre os lugares, e se der certo aqui na capital, utilizaremos em todo Estado”, frisou Fontes.

O secretário explicou, que constantemente, tem firmado parcerias para a melhoria do sistema de segurança, assim como das revistas nas unidades prisionais. O governo estadual tem trabalhado junto com o governo federal para conseguir bloqueadores de celular, body scan, tornozeleiras eletrônicas, além de concretizar o reforço por meio das Forças Armadas.

“O trabalho com o Exército não é de hoje, mas estamos trabalhando em um cronograma para que eles possam ajudar nas revistas das prisões. Por enquanto, na capital, mas que depois podem ser feitas no interior. Hoje a segurança está reforçada com a presença da Força Nacional, que trabalha 24h por dia, e que está preparada para agir se houver qualquer indício de rebelião”, contou.

Ao fazer um balanço de como está a situação dos presos nas unidades, Sérgio Fontes afirmou que a situação está controlada.

“O período ainda está tenso, mas de forma controlada. As lideranças foram transferidas para outros dois presídios federais. O trabalho aqui está sendo feito. A tensão é normal, mas aos pouco está acalmando”, destacou.

Em abril, está previsto que uma nova unidade prisional, que fica por trás do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), seja inaugurada. Atualmente, as obras estão concluídas em 82%. Com isso, a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa (CPRVP) será novamente desativada.

Semiaberto

Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o semiaberto no Amazonas conta com 1.235 presos, sendo 666 de Manaus e 569 do interior. O secretário da SSP disse que é a favor do uso das tornozeleiras eletrônicas para o monitoramento dos detentos desse regime.

“Concordo com a utilização porque eles já estão soltos, ou seja, saem de manhã e voltam a noite. A melhor medida para segurança é todos irem embora porque assim evitaria a entrada de armas e outros objetos nos presídios, que possam contribuir para que aconteça uma rebelião”, opinou.

Mudanças nos comandos policiais

Atualmente, o governador do Amazonas, José Melo, nomeou novos comandantes para a Polícia Civil e também para a Polícia Militar, respectivamente, o delegado geral Frederico de Souza Marinho e o coronel QOPM David de Souza Brandão. Sobre as mudanças, Fontes espera que a parceria continue e haja melhorias.

“Primeiro tenho que destacar que foi excelente o trabalho do coronel Augusto e do doutor Sobrinho. Mas espero que os novos comandos tragam melhorias e um sistema mais proativo. A parceria vai continuar, pois não existe uma maneira melhor para se aproveitar os recursos que beneficiam a segurança. Juntos podemos vencer essa crise”, destacou.

Boatos

Recentemente, o secretário foi apontado como um nome forte para assumir uma secretaria que cuida das fronteiras do país, que seria criado pelo Ministério da Justiça. Sérgio Fontes, que completa dois anos de comando da SSP, nega os boatos.

“Não é verdade que vou cuidar da secretaria de fronteira. Sigo com meu trabalho, enquanto o Estado precisar de mim e eu puder ser útil na SSP. Ainda assim, sou a favor de um órgão que cuide especialmente das fronteiras, pois é preciso integração com polícias locais e a guarda dos outros países. Uma interlocução com todos para evitar com que drogas e armas, principalmente, entrem no Brasil”, explicou.

Roubos em ônibus

De acordo com Sérgio Fonte, atualmente, foram registrados muitos roubos em ônibus do transporte público de Manaus e também de veículos, que transportam funcionários do Distrito Industrial. Sobre a questão, ele garante que já está tomando as providências necessárias para diminuir o registro desse tipo de caso.

“Vou me reunir em breve com empresários do ramo de segurança privada, assim como os empresários com fábricas no Distrito, para acabar com a prática desse crime”, finalizou.

Manoela Moura
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir