Cultura

Soda Billy homenageia divas do soul music em show nesta sexta

Os sucessos de sete divas do soul music fazem parte do show de hoje, no Teatro Manaura. - foto: divulgação

Os sucessos de sete divas do soul music fazem parte do show de hoje, no Teatro Manaura. – foto: divulgação

Além de prestar uma homenagem a sete divas da soul music mundial, o show “Soul Ladies” apresentará nesta sexta-feira (8) ao público a trajetória desse gênero musical norte-americano, que mistura gospel, rhythm and blues e jazz. Músicas que foram sucesso nas vozes de Martha Reeves, Etta James (1938-2012), Aretha Franklin, Joss Stone, Beyoncé, Adele e Amy Winehouse (1983-2011) vão ser interpretadas de forma cronológica pela banda Soda Billy e as cantoras Kamila Andrade, Flávia Procópio e Kívia Silva. A apresentação acontece no Teatro Manauara, localizado na avenida Mário Ypiranga, bairro Adrianópolis, Centro-Sul de Manaus.

“Nós optamos por esse formato porque a soul music tem sua origem no final dos anos 1950 e se estende até os dias de hoje”, explica Matheus Gondim, vocalista e guitarrista da Soda Billy.

Ele conta que a ideia de realizar esse projeto surgiu no ano passado como uma maneira de diversificar o som da banda, mais conhecida por tocar “rock clássico”. “Chegamos à conclusão que seria interessante interpretar a soul music porque era uma possibilidade a mais para o grupo, pois a formação da banda propicia isso”.

A seleção de repertório para o show “Soul Ladies” teve início em janeiro, seguida dos ensaios em ritmo “intenso”, de acordo com Gondim. “Ensaiávamos até aos domingos”, lembra.

Composições eternizadas pelas veteranas Martha Reeves, Etta James e Aretha Franklin dividirão espaço com hits de artistas da atualidade. “A inclusão de nomes como a Beyoncé mostra que até mesmo a música pop de hoje tem influências de gêneros como o blues e o soul”, observa Matheus Gondim.

No caso de hits como “Crazy in Love”, da ex-Destiny’s Child, a banda vai evidenciar o aspecto mais “roots” presente nessas composições. “Os arranjos originais são feitos para alcançar um público pop. Geralmente, a bateria, por exemplo, é sampleada e nossa ideia é transformar o rhythm and blues em soul music. Queremos mostrar como seria o som da Beyoncé se ela tivesse surgido nos anos 1960”, revela o guitarrista. Essa influência da soul music no pop recente será mostrada também na interpretação de “Maps”, do grupo Maroon 5.

Ao longo do show, previsto para 1h45 de duração, as cantoras Kamila Andrade, Kívia Silva e Flávia Procópio vão se revezar entre performances solo e de backing vocals.

Kamila é vocalista da Soda Billy e apresentará números de Joss Stone (“Baby Baby Baby”) e Beyoncé (“Crazy in Love”). Kívia será a responsável por interpretar Aretha Franklin (“Respect”) e Adele (“Rolling in The Deep”) e Flávia vai apresentar hits de Amy Winehouse (“Rehab”, “You Know I’m no Good”) e Martha Reeves (“Heat Wave”).
As três artistas irão se unir ainda para cantar “I Just Want To Make Love To You”, de Etta James; “Chain of Fools”, de Aretha Franklin; e “Choo Choo Ch’Boogie”, de Louis Jordan (1908-1975).

Os músicos da banda Soda Billy que vão acompanhar Kamila Andrade, Kívia Silva e Flávia Procópio no show “Soul Ladies” são Matheus Gondim (vocais e guitarra), Luiz Góes (baixo), Ygor Saunier (bateria), Didio Vanderlon (teclado), Nelverton Rodrigues (trombone), Daniel Silva (saxofone) e Manassés Guimarães (trompete).

Matheus Gondim revela que existem planos para levar o show “Soul Ladies” para outras cidades do país como São Paulo e Curitiba. “E numa segunda fase do projeto poderemos incluir canções de representantes da soul music brasileira, que também é muito rica”, afirma o guitarrista, citando Tim Maia, Jorge Ben Jor, Wilson Simonal e Sandra de Sá.

Por Luiz Otávio Martins (especial EM TEMPO)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir