Sem categoria

Sobrevivente de acidente, em Manaus, apresenta quadro estável

Após a cirurgia, o rapaz foi encaminhado para uma sala de recuperação - reprodução/Facebook

Após a cirurgia, o rapaz foi encaminhado para uma sala de recuperação – reprodução/Facebook

Felipe Azevedo Abtibol dos Reis, 18, o único sobrevivente do trágico acidente de carro que vitimou cinco pessoas na manhã desse sábado (3), passou por uma cirurgia e apresenta quadro estável. A fatalidade aconteceu na avenida Santos Dumont, Zona Oeste de Manaus.

Segundo a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Felipe sofreu traumatismo craniado grave e está internado no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste. Após a cirurgia, o rapaz foi encaminhado para uma sala de recuperação.

O acidente

Cinco jovens morreram em um acidente de carro que ocorreu por volta das 5h, de ontem (3), na avenida Santos Dumont, nas proximidades do aeroporto internacional Eduardo Gomes, Zona Oeste da capital.

As vítimas estavam em veículo modelo Classic Preto, de placa OAL-8420, que bateu em uma mureta, capotou e caiu em um barranco, dentro de uma área da Empresa Brasileira de Estrutura Aeroportuária (Infraero).

De acordo com testemunhas, as vítimas estariam voltando de uma casa de show localizada na estrada do Turismo, também na Zona Oeste. Durante o percurso, teria ocorrido uma discussão entre o casal Felipe e Adriele, que conduzia o veículo. Por conta da briga, ela perdeu o controle do carro, que estava em alta velocidade, saiu da pista bateu no poste, capotou e caiu no barranco.

Com a batida, os ocupantes do automóvel, que estavam sem cinto de segurança, foram arremessados para a parte traseira do carro. Não foi encontrado bebida alcoólica no veículo.

Luto

Em nota, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, manifestou o seu pesar e decretou luto oficial de três dias, a contar de sábado (3), pelo falecimento dos cinco jovens.

A prefeitura disse ainda que “desenvolve incansavelmente ações de orientação e campanhas educativas para que a população possa desenvolver um trânsito mais seguro”.

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir