Mundo

Sobe para 14 número de mortos pela passagem do Tufão Melor nas Filipinas

Pelo menos 14 pessoas morreram durante a passagem do Tufão Melor pelo centro das Filipinas, o que causou grandes prejuízos na região, com ventos de até 185 quilômetros (km) por hora e chuva intensa durante dois dias.

O Conselho de Gestão e Redução de Risco de Desastres do país anunciou, em seu mais recente relatório, que oito pessoas morreram e 12 ficaram feridas. No entanto, as autoridades locais das províncias afetadas informaram que mais seis pessoas morreram nas cheias causadas pelo Melor.

Batizado Nona pelas autoridades locais, o Melor está se afastando da Costa Nordeste das Filipinas.

O tufão causou graves prejuízos em residências, serviços de infraestrutura e na agricultura. Segundo o Conselho de Gestão, 109 mil casas sofreram danos e 12 mil famílias (cerca de 60 mil pessoas) continuam em abrigos.

Além disso, municípios das regiões afetadas continuam sem eletricidade e só deverão recuperá-la em seis dias, quando a rede elétrica estará reparada.

As autoridades filipinas preveem agora a chegada do Ciclone tropical Onyok, que se aproxima da região de Mindanao com ventos de até 55 km por hora. A Agência Meteorológica das Filipinas espera que o Onyok, que se encontra a cerca de 600 km da costa, toque na terra nesta sexta-feira (18) e cause chuva forte.

Entre 15 e 20 tufões atingem anualmente as Filipinas durante a época da chuva, que ocorre habitualmente entre junho e novembro.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir