Esportes

Só com patrocínios, Palmeiras deve faturar R$ 110 milhões

A empresa esportiva pagará R$ 20 milhões por ano para o alviverde – Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras fechou mais um importante acordo financeiro que vai possibilitar, ao lado de outros acordos, que os cofres do clube fiquem mais cheios em 2017.

O primeiro passo, para aumentar os números este ano, veio com o acordo de renovação feito com a Adidas, que agora terá vínculo com o clube até o final de 2018.

Por isso, a empresa esportiva pagará R$ 20 milhões por ano para o alviverde. Além disso, o clube caminha para uma renovação com a Crefisa e a FAM.

Para estamparem o uniforme do Palmeiras, as empresas devem oferecer R$ 90 milhões. Na temporada passada, o acordo era de R$ 66 milhões, ou seja, com a valorização após o título brasileiro, haverá valorização de R$ 24 milhões na oferta.

O acordo, no entanto, só deve ser fechado após eleições para o Conselho Deliberativo do clube, em fevereiro. O antigo contrato entre as partes vence em janeiro.

Após selar o segundo acordo, o clube já terá garantidos R$ 110 milhões para 2017. Mas os valores não param apenas nos patrocínios.

O clube também deve acumular uma boa renda com bilheteria e seu programa de sócio-torcedor, o Avanti.

Em 2015, o alviverde faturou R$ 120 milhões. O balanço de 2016 não foi liberado, mas este valor deve ser superado. A expectativa é que ele aumente mais em 2017.

Outra quantia boa veio com a conquista do Brasileirão. Pelo título, o alviverde abocanhou R$ 17 milhões.

A participação na Libertadores também deve fazer com que a grana aumente.Mais dois jogadores

Com boa saúde financeira, o Palmeiras pode ir ao mercado. Sete reforços já foram apresentados. Com a faxina feita, Eduardo Baptista conta com 29 atletas no elenco até agora. Mais duas peças, no entanto, devem chegar.

O Palmeiras ainda procura um lateral direito para compor o elenco e ser substituto de Jean. Além disso, um atacante é visto como prioridade, embora o discurso seja depositar confiança em Lucas Barrios e Alecsandro.

Nomes especulados como Borja e Lucas Pratto foram negados pelo diretor de futebol Alexandre Mattos.

“Afirmo que neste momento é impossível fazer qualquer tipo de tratativa para trazer esses jogadores e que o clube tem confiança nos que se encontram no elenco, principalmente o Barrios e o Alecsandro”, disse o cartola para a Fox Sports.

Alexandre de Aquino
Folhapress

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top
error: Content is protected !!