Sem categoria

Sinetram apresenta projeto de melhoria para transporte público na capital

 foto: divulgação

foto: divulgação

Reclamações diárias feitas por usuários de transporte coletivo motivaram o Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM) a convocar, no inicio deste mês, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) para prestar esclarecimento e apresentar um projeto de melhoria no serviço oferecido à população.


No último dia 8, representantes do Sinetram, da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e do Procon-AM estiveram reunidos pra discutir ações que possam melhorar a qualidade do serviço no transporte público. Na ocasião, alguns itens como superlotação nos ônibus, elevadores para cadeirantes com defeitos, motoristas que não param quando o usuário faz sinal, dentre outras reclamações, foram colocados em pauta.
Após a audiência entre os órgãos, o Sinetram enviou ao Procon-AM no dia 23 deste mês, um relatório das operações do transporte urbano e de providências que estão sendo tomadas pelas empresas para a melhoria contínua do atendimento aos usuários.
De acordo com o advogado do Sinetram, Fernando Borges, os assuntos abordados na reunião já são objeto de atenção pelas empresas há vários anos, sendo que diversas estratégias foram elaboradas para ajudar a solucionar os problemas e dar mais conforto aos usuários que dependem do transporte coletivo, porém as empresas não têm como intervir nos problemas do sistema viário de Manaus.
“Hoje nossos maiores problemas são os gargalos do sistema viário, os quais impedem que os ônibus possam chegar na hora certa até os usuários. Temos o Centro de Controle Operacional que monitora em tempo real o que se passa dentro de cada veículo e não estamos medindo esforços para dar mais agilidade, segurança e conforto aos nossos usuários. A criação de corredores exclusivos ou preferenciais é uma medida necessária e deve continuar a ser implementada para que haja um aumento da velocidade média dos ônibus”, explica Borges.

Reclamações
A coordenadora do Procon-AM, Rosely Fernandes, confirmou o recebimento da defesa na última quinta-feira, dentro do prazo de 15 dias estipulado pelo órgão, e informa que o processo já está no setor de fiscalização para análise e providências. Ela destaca que a defesa também será enviada ao Ministério Público do Estado (MPE) para que seja feito um termo de conduta para os ajustamentos citados na pauta.
“Recebemos diariamente, em média, 25 reclamações de passageiros sobre o serviço no transporte público. Houve uma reunião com o Procon e os órgãos responsáveis por esse serviço, onde foi dado um prazo para as devidas adequações. O Sinetram já enviou sua defesa na quinta-feira passada. Ainda não temos uma resposta sobre a conclusão desse processo, porque a documento está em análise e o prazo final para incrementar ou anexar mais alguma defesa encerra dia 2 de agosto. Após o fim do prazo o documento será encaminhado ao MPE onde será feito um termo de conduta para as empresas”, finaliza a coordenadora

 

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir