Sem categoria

Sinduscon quer parceria público-privada no AM

Programas habitacionais populares são defendidos pelos empresários da construção civil no Estado - foto: arquivo/EM TEMPO

Programas habitacionais populares são defendidos pelos empresários da construção civil no Estado – foto: arquivo/EM TEMPO

Numa tentativa de tornar a construção de moradias em Manaus mais baratas, o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Amazonas (Sinduscon-AM), Frank Souza, defendeu a realização de uma parceria público-privada com o governo do Estado.

Segundo ele, um dos fatores positivos da parceria para o setor seria a desburocratização de medidas que encarecem os imóveis, como a concessão de licenças, por exemplo, para as empresas.

Eleito recentemente para o comando do Sinduscon-AM, Frank Souza afirmou que terá grandes desafios à frente da entidade. Segundo ele, uma das estratégias para vencer as barreiras é envolver o governo. “Em linhas gerais, o desafio é maior neste momento de crise política e econômica, mas nós temos que estar em articulação. Uma opção é a parceria público-privada com o governo no sentido de agilizar concessões, licenças e desburocratizar o que encarece os imóveis, então tem que trabalhar um paralelo que vá fazer com que esse mercado fique mais barato. Todos esses trâmites, às vezes, criam custos desnecessários nos produtos, seja obra pública ou privada”, disse.

O titular da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM) Afonso Lobo, demonstrou sincronia com as intenções do setor privado e adiantou que o órgão está se preparando para futuras parcerias com a iniciativa privada. “Toda parceria é saudável quando o objetivo comum é o desenvolvimento socioeconômico de nosso Estado. Da parte da Sefaz, seguimos, entre outras áreas, investindo na informatização e agilização de processos, que dinamizam a relação do Estado com os contribuintes. Nesse momento, estamos trabalhando na atualização da lei de incentivos fiscais, justamente para estimular o setor produtivo, sobretudo nesse quadro de crise econômica, sendo que no momento oportuno, chamaremos os representantes dos setores econômicos envolvidos para dar a sua contribuição e construir conosco essa nova legislação”, revelou.

Programas

O presidente do Sinduscon- AM, Frank Souza, falou ainda que obras públicas, como as do programa Minha Casa, Minha Vida, devem ser fortalecidas para aumentar a oferta de imóveis no Amazonas.

O empresário também defendeu o fortalecimento das empresas, assim como mais atenção nos setores de meio ambiente, segurança no trabalho e inovação tecnológica em parceria com universidades visando sempre baratear os processos de produção no Estado do Amazonas.

Por Joandres Xavier

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir