Economia

Sinduscon-AM elegerá hoje o novo presidente

Porfírio Saldanha é o candidato da oposição no pleito do Sinduscon – foto: divulgação

Porfírio Saldanha é o candidato da oposição no pleito do Sinduscon – foto: divulgação

O próximo presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Amazonas (Sinduscon-AM), que será conhecido nas eleições desta quarta-feira  (2) da entidade, terá o desafio de lidar com a crise financeira que assola o país e fez do setor da construção uma de suas principais vítimas. A afirmação é do atual presidente do Sinduscon-AM, Eduardo Lopes.

“Em 2013, tínhamos 80 mil trabalhadores no setor em Manaus, hoje, esse número não passa de 70 mil. É um número bastante significativo de pessoas que estão fora do mercado de trabalho. Recuperar esse setor produtivo será um dos maiores desafios do próximo presidente”, disse.

Segundo Lopes, o maior legado de sua gestão será a profissionalização dos setores administrativos, jurídicose financeiros.

Eleições

Pela primeira vez em 35 anos de criação, o Sinduscon-AM terá um pleito com duas chapas concorrendo para a presidência da entidade. A chapa denominada União, de oposição, é formada pelo diretor da Construtora Engeco, Porfírio Saldanha, para presidente, e pelo diretor da Mosaico Engenharia, Jorge Sotto Maior, para vice-presidente. Já a chapa da situação é formada pelos empresários Frank Souza (CMA/Fechacom), para presidente, e Zacarias Bichara (HB Engenharia), para vice-presidente.

Para Porfírio Saldanha, o Sinduscon-AM precisa entrar em uma nova etapa. Segundo ele, a chapa União tem quatro propostas principais e todas resultam no fortalecimento do setor para o incremento da economia. “A prioridade é a profissionalização do setor”, explicou Saldanha.

Outra proposta da chapa de oposição é estreitar os relacionamentos com instituições públicas. “O momento é de mudança por parte daqueles que são capazes de fazer dos desafios uma oportunidade de crescimento”, completou Porfírio Saldanha.

Para o candidato Frank Souza, as áreas que terá como desafio serão a administrativa e a social. “Como atravessamos essa crise, as prefeituras e os governos estão buscando parcerias público-privadas”, disse.

Atualmente, o Sinduscon-AM conta com 116 associados, todos representantes de empresas do setor da construção civil no Estado do Amazonas.

Por Stênio Urbano

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir