Sem categoria

Sindmetal-AM desiste de paralisar o polo industrial

Trabalhadores do Distrito Industrial aguardam definição sobre reajuste salarial antes de decretarem uma paralisação geral - foto: divulgação

Trabalhadores do Distrito Industrial aguardam definição sobre reajuste salarial antes de decretarem uma paralisação geral – foto: divulgação

O Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (Sindmetal-AM) voltou atrás da decisão de paralisar as atividades no Polo Industrial de Manaus (PIM), na manhã de hoje (20). A entidade informou que até o fim das negociações sobre a campanha salarial 2015, nenhuma atitude que poderá afetar a produção do parque fabril será tomada.


No último dia 18, o presidente do Sindmetal-AM, Valdemir Santana, teria informado por meio do blog da instituição, que o sindicato começaria a parar algumas fábricas do Distrito Industrial, caso o Sindicato Patronal não assine a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT-2015).
Segundo Santana, o dia 1º de agosto era a data limite para o reajuste salarial, mas até o momento os empresários se recusam a atender as cláusulas da CCT e a assinar o documento. “Os trabalhadores do Distrito Industrial de Manaus aguardam o reajuste salarial que é de direito deles. Por isso, se o sindicato patronal não assinar o acordo, vamos começar a parar algumas fábricas sim”, declarou o presidente durante o anúncio sobre a paralisação.

‘Trégua’
Já na tarde de ontem (19), o dirigente destacou que a categoria irá aguardar o fim das negociações que acontecem desde o mês passado, para decidir se irão ou não cruzar os braços. “Decidimos não realizar nenhuma manifestação por esses dias. Não queremos atrapalhar o andamento das negociações. Vamos aguardar o que o sindicato patronal irá propor para a classe. Só após iremos decidir o que iremos fazer”, concluiu Santana.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir