Política

Sindicalistas pedem apoio a Cunha para pauta dos trabalhadores

Sindicalistas da Força Sindical, da Nova Central e da UGT estiveram hoje (26) com o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para pedir apoio na apreciação de propostas de interesse dos trabalhadores.

Os representantes das centrais sindicais solicitaram a ajuda de Cunha para a derrubada de vetos presidenciais ao fator previdenciário (regra 85/95) e ao reajuste dos aposentados no mesmo índice do salário mínimo. “Nossa preocupação é com a votação dos vetos”, disse o presidente da Força Sindical, Miguel Torres, após a reunião.

Miguel Torres disse que na sexta-feira (21) da semana passada, em um encontro com Cunha em São Paulo, os sindicalistas pediram ao presidente da Câmara providências para resolver a questão do vácuo que ficou com a vigência da Medida Provisória (MP) 665, que tratou entre outros assuntos das regras para acesso ao seguro-desemprego.

Torres disse que, como a MP original previa que só teria direito ao seguro os trabalhadores com no mínimo de 18 meses no emprego, e o texto aprovado reduziu esse período para 12 meses, ficou um vácuo que prejudicou 47 mil trabalhadores que foram demitidos na vigência da MP e tinham mais de um ano e menos de 18 meses no emprego. “Ficou um vácuo de 47 mil trabalhadores, que não estavam tendo o direito ao beneficio, é o chamado buraco negro”, disse.

Segundo Miguel Torres, o presidente da Câmara prometeu ajudar na elaboração de um projeto para resolver a questão desses 47 mil trabalhadores que não puderam requerer o benefício. De acordo com o sindicalista, Cunha prometeu votar ainda hoje a urgência do projeto para votar o mérito amanhã (27).

 

Por Agênciabrasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir