Sem categoria

Simulação de passagem da tocha olímpica por Manaus revela falhas

O simulado serviu para que os órgãos envolvidos, ajustem pequenos detalhes para que no dia do evento - foto: Marcio Melo

O simulado serviu para que os órgãos envolvidos, ajustem pequenos detalhes para que no dia do evento – fotos: Marcio Melo

Uma simulação de acidente de trânsito com vítima fatal e diversos feridos, em um dos trajetos que a Tocha Olímpica irá percorrer na capital no dia 19, foi realizada na manhã deste sábado (11), na avenida Torquato Tapajós, Zona Norte, com a participação de diversos órgãos de segurança federais, estaduais e municipais.

No geral, o resultado do exercício simulado foi considerado positivo para o coordenador ação coronel Mauro Freire.  Porém, segundo ele, foram observadas algumas falhas durante o treinamento. O coronel não quis comentar quais falhas foram detectadas, mas afirmou que todas serão estudadas para que no próximo exercício não aconteçam.

“A avaliação que fazemos a priori é positiva. É lógico que alguns erros serão concertados após o relatório e reunião que faremos no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), para justamente acertamos na situação real. Tivemos a informação que haverá outros eventos como esse envolvendo outros órgãos, mas queria falar que a passagem da Tocha Olímpica ocorre positivamente, mesmo em meio a um acidente de trânsito”, disse. Mauro Freire, também considerou o tempo resposta do Corpo de Bombeiros e dos demais órgãos, na atuação do acidente, positivo.

Simulado-da-Tocha-Olímpica---Foto-Marcio-Melo
De acordo com ele, a primeira viatura do órgão chegou no local do acidente em cinco minutos. “Todas as forças trabalharam organizadamente por meio de seu planejamento. Apesar do acidente na avenida Torquato Tapajós, a Tocha Olímpica foi conduzida sem nenhum problema. Isso mostra que estamos preparados para os jogos olímpicos”, comentou.

O simulado também serviu para que os órgãos envolvidos, ajustem pequenos detalhes para que no dia do evento, tudo ocorra tranquilamente. “A avaliação que fizemos teve a finalidade de adestrar e treinar as forças amigas, órgãos do Estado, município federal, no intuito de dar uma resposta em qualquer emergência durante a passagem da tocha ou durante os jogos. Isso é uma preparação e um treinamento que o governo do Estado faz por meio da Secretaria de Segurança e Secretaria de Grandes Eventos”, explicou.

Para o secretário de Segurança Pública do Amazona (SSP-AM), Sérgio Fontes, o simulado serviu para integrar os órgãos em uma ação de emergência. “Os treinamentos simulados fazem parte do protocolo de preparação das equipes. Todo mundo sabe quais suas funções individualmente. No entanto, para trabalhar de forma integrada, várias instituições no mesmo evento é preciso treinar”, disse.

Segundo o secretário-executivo-adjunto de Planejamento e Gestão Integrada, coronel Dan Câmara, o simulado visou aprimorar as táticas e técnicas dos órgãos envolvidos no esquema de segurança.

Participação

Ao todo, 35 órgãos estavam envolvidos na simulação, que foi liderada pelo Corpo de Bombeiros Militar com 60 pessoas atuando. Além dos órgãos de segurança do Estado, também estiveram presentes na operação a Liga Amazonense do Trauma da Universidade Estadual do Amazonas (UEA) e órgãos municipais como Manaustrans, Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), entre outros.

Por Michelle Freitas

1 Comment

1 Comment

  1. tgm

    12 de junho de 2016 at 01:35

    nesse caso, não seria melhor se os erros fossem consertados com “s”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir