Eleições 2016

Silas se reúne com lideranças empresariais e fala sobre segurança

 Os candidatos pretendem incluir a prefeitura para auxiliar o governo nesta área, com o Programa Ronda Comunitária - foto: divulgação

Os candidatos pretendem incluir a prefeitura para auxiliar o governo nesta área, com o Programa Ronda Comunitária – foto: divulgação

Segurança pública, empreendedorismo e mobilidade urbana foram alguns dos temas tratados pela Coligação Somos Todos Manaus no 2º ciclo de debates com os candidatos à Prefeitura de Manaus, promovido pela Ação Empresarial. O evento aconteceu na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Amazonas (Faea), no Centro de Manaus. A Coligação Somos Todos Manaus é liderada pelo candidato a prefeito, Silas Câmara (PRB), e pelo vice, coronel Amadeu (PSC).

Além da FAEA, compõem a Ação Empresarial as entidades de classe da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amazonas (Fecomercio), Associação Comercial do Amazonas (Aca) e o Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam).

Sobre segurança pública, a coligação Somos Todos Manaus falou com propriedade, pois o vice, coronel Amadeu, foi o responsável pela implantação do Programa Ronda no Bairro, que derrubou os índices de violência em Manaus há cerca de seis anos. Agora, Silas e Amadeu vão incluir a prefeitura para auxiliar o governo do Estado nesta área, com o Programa Ronda Comunitária.

“Vamos fortalecer a Guarda Municipal, aperfeiçoar o treinamento e ampliar o efetivo. Eles vão vigiar os prédios públicos, mas vão circular no quarteirão e manter contato com os policiais. As câmeras de segurança serão integradas com o Centro Integrado de Comando e Controle e assim poderemos efetivamente aumentar a segurança das pessoas”, explicou Amadeu.

Sobre transparência, a ideia é descentralizar o poder em quatro subprefeituras que serão avaliadas constantemente pelos conselhos comunitários. “Pelo tamanho que Manaus tem, já era para se ter subprefeituras. Vamos instituir quatro: Norte, Sul, Leste e Oeste. Vamos diminuir o máximo possível a atividade meio e fortalecer a atividade fim”, assegurou, indicando que a meta é empoderar a população no processo decisório, promovendo a avaliação mensal dos serviços das subprefeituras com reuniões nos Conselhos Comunitários.

“A prefeitura anterior arrecadou R$ 9 bilhões e fez bastante. A atual disse que não fez porque não teve dinheiro e arrecadou R$ 14 bilhões. Portanto, praticamente cinco bilhões a mais e a cidade está aí cheia de desafios. Manaus é uma das poucas capitais brasileiras que teve acréscimo bastante significativo na arrecadação”, completou.

Questionado sobre qual sistema será utilizado na sua gestão na prefeitura, o plano de governo, já registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), contempla a implantação da maneira correta o Bus Rapid Transit (também conhecido como BRT).

“Os ônibus terão um corredor exclusivo bem feito, que vai funcionar corretamente e não da maneira como está aí. Semáforos inteligentes também darão velocidade ao deslocamento. Mas o mais importante, transparência total na planilha para a população saber de verdade quanto custa a tarifa e melhorar a segurança tanto nos ônibus quanto nos terminais”, finalizou.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir