Sem categoria

 ‘Setembro Verde’ incentiva amazonenses a doarem órgãos para ser transplantados

A Secretaria de Saúde já realizou cerca de 246 transplantes, sendo de fígado, rins e córnea - foto: reprodução

A Secretaria de Saúde já realizou cerca de 246 transplantes, sendo de fígado, rins e córnea – foto: reprodução

A doação para o transplante de órgão ganhou um incentivo a mais, no fim da tarde de ontem, com o lançamento da campanha “Setembro Verde”, feito pelo governador José Melo. Durante a cerimônia, o prédio do Teatro Amazonas, no Centro, foi iluminado na cor verde, em alusão à campanha. Um dos focos do Estado é iniciar o transplante de coração até o fim do ano.

No Amazonas, são realizados transplantes de córnea, rim e fígado. O de coração deve ocorrer até dezembro. De acordo com a coordenadora estadual de transplantes, Leny Passos, as primeiras doações de rim de “doador intervivo” foram realizadas no ano de 2002. De lá para cá, já foram 246 transplantes.

As doações de córneas começaram a ser realizadas em 2003 e já somam 1.383 procedimentos cirúrgicos. As de fígado iniciaram em 2014 e foram feitas sete. Entre doadores falecidos, de 2011 a 2015, foram 116 doações de órgãos ou tecidos.

A coordenadora informou que até o final de 2015 serão iniciadas as cirurgias de transplante de coração. A previsão da realização do primeiro transplante de coração era para o mês de março, mas devido à burocracia exigida pelo Ministério da Saúde, atrasou o procedimento. “A Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam) aguarda somente autorização do Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde (MS) para iniciar o novo procedimento no Estado. O ministério tem o país inteiro para atender e estamos aguardando a visita”, ressaltou.

Foi investido R$ 1 milhão no treinamento de profissionais, cirurgias experimentais e compra de novos equipamentos. “Assim que tivermos autorização e tivermos a primeira doação, realizaremos o transplante. Hoje, não temos uma fila de espera muito longa, porque diferente de outros órgãos, há para o coração vários tipos de intervenções que podem evitar ou retardar um transplante. O transplante só é indicado se o paciente já usou todos recursos possíveis e não houve bom resultado”, explicou Passos.

Os transplantes serão realizados no hospital Francisca Mendes, Zona Norte, onde já ocorrem cirurgias cardíacas em adultos e crianças.

A coordenadora explicou que a abertura da campanha neste mês faz alusão ao Dia Nacional da Doação de Órgãos, comemorado em 27 de setembro. “Iluminamos o Teatro Amazonas em verde por ser o símbolo nacional e internacional de cultura”, disse Leny Passos.

Por Ive Rylo

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir