Sem categoria

Servidores federais do Amazonas aprovam adesão à paralisação nacional

 A decisão foi aprovada, por unanimidade, durante o 3º Encontro Estadual dos Servidores Públicos Federais do Amazonas encerrada, ontem, em Presidente Figueiredo - foto: divulgação

A decisão foi aprovada, por unanimidade, durante o 3º Encontro Estadual dos Servidores Públicos Federais do Amazonas encerrada, ontem, em Presidente Figueiredo – foto: divulgação

Os servidores públicos federais no Amazonas vão paralisar suas atividades, no próximo dia 29 de maio, e apoiar as centrais sindicais, na mobilização nacional, rumo ao movimento de greve geral, previsto para o mês de junho. A decisão foi aprovada, por unanimidade, durante o 3º Encontro Estadual dos Servidores Públicos Federais do Amazonas encerrada, ontem, em Presidente Figueiredo (a 107 quilômetros de Manaus).

Organizado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Amazonas (Sindsep/AM), o encontro reuniu mais de 160 servidores públicos, representantes de 40 municípios do Estado, na condição de delegados.

O Congresso aconteceu em um momento de crise e ataques aos trabalhadores, de acordo com o secretário-geral do Sindsep-AM, Menandro Sodré. Segundo ele, o governo privilegia o pagamento das dívidas e bloqueia a valorização salarial dos servidores, com investimento de bilhões para salvar bancos e demitir trabalhadores.

“Nós nos unimos ao Condsef e à CUT para barrar a política de ajuste fiscal do governo, dizendo não ao plano Levy, cuja meta é poupar R$ 66,3 bilhões para o pagamento da dívida pública, retirando dos trabalhadores para pagar os banqueiros. Só o Sistema Único de Saúde (SUS) terá um corte de 30%”, explicou Sodré.

Veto

Os servidores federais querem o veto da presidente Dilma Roussef às Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665 e que prevêem alteração no seguro-desemprego, auxílio-doença e pensão por morte. Querem, também, o veto da presidente ao Projeto de Lei (PL) 4330 da chamada Lei da Terceirização, que permite a contratação de empresas terceirizadas para atividades-fim.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir