Sem categoria

Servidores da Eletrobras prometem estender greve até sexta caso não haja negociação

A paralisação de advertência dos servidores pode se estender até sexta (4), caso não haja acordo com a empresa - foto: Ione Moreno

A paralisação de advertência dos servidores pode se estender até sexta (4), caso não haja acordo com a empresa – foto: Ione Moreno

A paralisação de advertência dos servidores da Eletrobrás Amazonas Energia, que seria de 72 horas, pode se estender até sexta-feira (4), caso não haja um acordo com a empresa. A informação foi dada na manhã desta terça-feira (1º) pelo presidente do Sindicato dos Urbanitários do Amazonas, Edney Martins.

Martins informou que o movimento iniciado pelos servidores em Manaus e em outros 15 municípios do Estado do Amazonas, na manhã de segunda-feira (31), tinha inicialmente proposto um reajuste de 11,58%, correspondente à inflação do período, mais a média do consumo de energia nos últimos três anos.

Após reunião, realizada no período da tarde, com os sindicalistas e os diretores da empresa, foram repensadas as proposta pelos sindicalistas, uma vez que o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra, sugeriu um reajuste de 8,17%, mais um ganho real no tíquete de alimentação, que atualmente é de R$ 800, esse passaria para R$ 1 mil. Um bônus com um adiantamento de dois talonários do tíquete seriam pagos adiantados em janeiro, antecipando 2%, como correção da inflação de maio.

O presidente ressaltou que a proposta já foi repassada para a empresa, e se for favorável, ou seja, dentro das condições propostas pelo ministro, os servidores estão de acordo e a greve será encerrada imediatamente, mas caso não ocorra o aceite junto aos diretores, a paralização de advertência se estenderá até sexta-feira (4).

“Já fomos flexíveis em aceitar e concordar com a proposta sugerida pelo ministro, agora cabe a empresa entrar em acordo ou não. Eles precisam aprovar o mais rápido possível para que os funcionários voltem aos seus postos de trabalho”.

O sindicalista relatou ainda que 75% dos servidores aderiram à paralisação, sendo que alguns se posicionaram em frente ao prédio da empresa, enquanto que outros foram resolver assuntos pessoais e se dispersaram.

A equipe de reportagem do EM TEMPO Online tentou entrar em contato com a assessoria da Eletrobras, afim de saber qual o posicionamento tomado pela mesma em relação a extensão da greve até sexta-feira (4), caso não haja acordo, porém, não obteve sucesso.

Por Conceição Melquíades

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir