Sem categoria

Serviços para a ceia: quem quiser fugir da cozinha neste Natal terá de gastar entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil

Encomendas este ano começaram a ser feitas somente em dezembro por conta da crise econômica – foto: divulgação

Encomendas este ano começaram a ser feitas somente em dezembro por conta da crise econômica – foto: divulgação

Quem costuma reunir muita gente em casa durante as festas de fim de ano e não gosta de ficar na cozinha para providenciar os comes e bebes terá que desembolsar entre R$ 1,5 mil e R$ 3 mil pela comodidade. O valor, devido à crise financeira, foi praticamente inalterado quando comparado com o ano passado, conforme gerentes e donos de estabelecimentos consultados pelo EM TEMPO.

Conforme a proprietária do restaurante Sabor a Mi, Cristiane Felicori, no ano passado as encomendas tiveram início ainda no mês de novembro, já este ano, com a crise econômica, somente em dezembro as primeiras encomendas começaram a chegar. Segundo a empresária, o cliente escolhe se quer só o prato principal, que inclui pernil ou tender, ou se quer com os acompanhamentos: arroz, salada, rabanadas, sobremesas e outros.

Há ainda a possibilidade de escolher no buffet do restaurante os itens que irão compor a ceia natalina, estes porém são calculados a partir do quilo de cada item.

O empresário André Parente, da Cachaçaria do Dedé, também decidiu fechar o restaurante ao público na véspera de Natal. Fornecer o buffet é mais vantajoso, segundo ele. No cardápio está o tradicional bacalhau, para oito ou dez pessoas. “A crise existe, é fato, mas não ficamos retraídos com isso. Vamos oferecer alguns pacotes especiais que variam de R$ 1 mil a R$ 1,5 mil. Não procurei mexer nos preços, mantive cerca de 80% os mesmos valores para facilitar a encomenda dos clientes”, disse.

Encomenda
O aposentado Paulo Ramires, 59, conta que prefere encomendar a ceia de Natal a ter que deixar sua cozinha bagunçada. Ele relembra que já comemorou a data em restaurantes que oferecem o serviço, mas esse ano preferiu encomendar. “Não gosto de ir ao supermercado comprar os ingredientes e preparar, prefiro a praticidade. Esse ano minha esposa e eu decidimos encomendar o peru, os acompanhamentos e uma torta”, comentou.

Por Michele Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir