Política

Senadora Vanessa Grazziotin é xingada dentro de avião; agressor é detido pela PF

Dentro do avião, Vanessa foi xingada por um grupo favorável ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). – foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Dentro do avião, Vanessa foi xingada por um grupo favorável ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). – foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Um homem, de nome não divulgado, foi detido na noite desta quarta-feira (31), no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em Curitiba (PR), ao tentar agredir a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB).  Ele foi detido por  meia hora pela Polícia Federal (PF).

Segundo uma testemunha, durante o desembarque de passageiros que vinham de Brasíli,  em um avião da empresa Latam, Vanessa foi xingada por um grupo favorável ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). A senadora votou ontem (31), contra o processo que cassou o mandato da petista.

Conforme a testemunha, após ser xingada a senadora pegou o celular para filmar. O homem puxou o aparelho e acabou pegando no cabelo de Vanessa. Nisso, ela acabou batendo a cabeça no braço da poltrona. Os comissários de bordo tiveram que intervir para liberar a passagem da senadora para fora do avião.

O voo JJ 3151 da Latam saiu de Brasília às 22h05 e chegou às 23h45. Houve atraso de 30 minutos no desembarque. O suspeito foi levado para a sala da Polícia Federal, no aeroporto.

Outra pessoa que presenciou a confusão, achou que Vanessa era a senadora Gleisi Hoffmann (PT), já que os outros passageiros gritavam ‘fora querida’, durante o voo.

A reportagem do EM TEMPO Online entrou em contato com a assessoria da senadora, que informou que a mesma não registrou ocorrência da polícia e não quer comentar o caso. Vanessa Grazziotin viajou à noite para Curitiba para visitar a mãe, que mora na capital paranaense.

Em nota, a Latam Airlines Brasil informou que solicitou apoio da Polícia Federal para realizar o desembarque de um passageiro do voo JJ3151 (Brasília – Curitiba) de ontem (31) em função de comportamento indisciplinado. A empresa ressaltou “que segue os mais elevados padrões de segurança, atendendo rigorosamente aos regulamentos de autoridades nacionais e internacionais.”

Por equipe EM TEMPO Online

Com informações do Paraná Portal

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir