Mundo

Senador republicano Graham anuncia pré-candidatura à Presidência dos EUA

O republicano Lindsey Graham, senador veterano pela Carolina do Sul, anunciou nesta segunda-feira (1º) que competirá pela candidatura republicana à Presidência dos EUA com um programa centrado em “acabar com os inimigos que querem nos matar”.

O senador, que não perdeu nenhuma eleição pelo Congresso desde 1994, quando tinha 39 anos, fez o anúncio em sua cidade natal de Central, na Carolina do Sul, junto à irmã menor, de quem cuidou após a morte dos pais.

Graham, que nunca se casou e, portanto, carece do perfil familiar tão recorrente nas eleições presidenciais americanas, focou o discurso na política externa e na segurança nacional, aspecto que caracterizou seus anos de atuação no Senado.

“Quero ser presidente para acabar com os inimigos que querem nos matar; não contê-los, não paralisá-los, mas acabar com eles. Nunca haverá coexistência pacífica com o islã radical”, afirmou Graham, que disse que a segurança do país só pode ser alcançada com “força”.

O senador, que passou um terço da vida no Congresso e é uma das vozes mais importantes da segurança nacional, criticou o presidente dos EUA, Barack Obama, por não ter conseguido evitar o surgimento de grupos como o Estado Islâmico (EI).

“Temos de construir defesas lá [no Oriente Médio] para que não seja um risco aqui”, disse o senador sulista.

Graham alertou que não há ameaça maior para a estabilidade mundial e americana que um Irã radical.

“Tenho a experiência, a vontade e o discernimento necessários para deter o regime mais perigoso do planeta”, declarou.

Apesar de estar em Central, uma cidade de 5.000 habitantes, Graham deu quase exclusivo protagonismo em seu discurso à geopolítica, projetando um mundo cheio de adversários dos EUA, como Rússia e China.

Graham, que ainda não conta com grande apoio para suas aspirações presidenciais, disse que é o candidato mais preparado e especialista em segurança nacional da disputa.

Com o anúncio desta segunda, Graham se une a uma longa lista de adversários pela candidatura republicana, na qual já figuram oficialmente os senadores Rand Paul (Kentucky), Marco Rubio (Flórida) e Ted Cruz (Texas).

Além disso, também confirmaram suas aspirações o ex-governador de Arkansas Mike Huckabee; o neurocirurgião Ben Carson; a ex-diretora-executiva da Hewlett-Packard Carly Fiorina, o ex-senador republicano pela Pensilvânia Rick Santorum e o ex-governador do Estado de Nova York George Pataki.

Os pré-candidatos começarão a disputar a candidatura do partido a partir do início do próximo ano, quando começam as primárias republicanas.

Do lado democrata, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton é franca favorita à nomeação.

Por enquanto, o senador por Vermont Bernie Sanders e o ex-governador do Estado de Maryland Martin O’Malley anunciaram ter a intenção de também disputar a candidatura do Partido Democrata, do presidente Barack Obama.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir