Dia a dia

Semsa registra 129 UBSs assaltadas em dois anos em Manaus

De janeiro de 2015 a maio deste ano, o órgão registrou roubos e furtos nas unidades públicas de saúde da capital – Divulgação

 

De janeiro de 2015 a maio deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) registrou 129 roubos e furtos nas unidades públicas de saúde da capital. Nesta semana, mais um posto municipal foi assaltado. Alguns funcionários ficaram em pânico e chegaram a desmaiar durante o ato criminoso dos bandidos.

Segundo dados da empresa que presta serviço de segurança para a Semsa, em 2015 foram totalizadas 57 ocorrências. No ano seguinte, 56 casos de roubos e furtos. Já em 2017, até o momento foram registrados 16 casos.

Diante desse cenário que assola o Amazonas, a Prefeitura de Manaus firmou parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), intensificando o Sistema de Segurança Eletrônico já implantado, também em parceria com a Guarda Municipal.

Além disso, a Secretaria de Saúde destacou que possui um Sistema de Vigilância Eletrônica em suas unidades de saúde por meio dos serviços de locação, operação, manutenção e fornecimento de um Centro de Comando de Operações de Segurança, com sistemas de monitoramento e controle de acesso, destinados a toda infraestrutura do órgão.

Desde o início deste ano, os órgãos estão integrados ao Centro de Comando de Operações de Segurança administrado pela empresa de segurança que presta serviços à Semsa, executando um Plano de Segurança Pública denominado Ronda Municipal de Saúde (Romus), o qual contempla serviços de patrulhamento nas UBS, policlínicas e demais unidades, em áreas onde apresentam maiores ocorrências, proporcionando mais segurança aos profissionais e à população atendida.

Segundo a Semsa, o órgão não tem medido esforços no sentido de conter a evolução do problema, visando a impedir a violência e a criminalidade nas unidades, a fim de garantir a integridade dos servidores e usuários do sistema de saúde municipal, assim como o patrimônio público.

Estado

A Susam informou, por meio de nota, que os diretores das unidades da rede estadual de saúde são orientados a registrar Boletim de Ocorrência (BO) nos Distritos Integrado Polícia (DIPs) quando acontece esse tipo de incidente e todos tem cumprido essa orientação.

Polícia Civil

O delegado-geral da Polícia Civil Frederico Mendes informou que a polícia tem feito seu papel e detido infratores que roubam ou furtam unidades de saúde. “Já tivemos várias prisões. Precisamos do apoio da população em denúncias. Temos trabalhos de investigação desse tipo de caso em andamento. Esses casos em unidades de saúde chegam a ser um absurdo, pois os infratores roubam os materiais para vender em bocas de fumo. Nosso trabalho não vai parar e continuaremos prendendo”, disse.

Caso sem prisão desde janeiro

 

No dia 30 de janeiro deste ano, três homens, ainda não identificados assaltaram na a Unidade Básica de Saúde (UBS) Lourenço Borghi, situada na travessa S6, bairro Japiim, Zona Sul de Manaus.

Os criminosos, segundo testemunhas, chegaram a unidade por volta das 6h15 em duas motocicletas, de placas e caraterísticas não informadas, e anunciaram o assalto. Durante ação, os criminosos agiram com bastante violência e chegaram a agredir – com coronhadas – um paciente e funcionários da unidade de saúde.

Na época, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), os suspeitos roubaram pertences pessoais de funcionários e pacientes, como celulares e dinheiro, de valor não informado.

Delegacia investiga esse caso

Ainda conforme a Semsa, a UBS possui câmeras e a empresa terceirizada de serviços de segurança esteve no local para fazer levantamento dos possíveis danos patrimoniais. As imagens foram fornecidas à polícia para ajudar na identificação dos suspeitos, que até hoje não foram presos.

Policiais militares da 3ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) atenderam a ocorrência, mas não conseguiram prender os assaltantes, que fugiram por vielas.

Devido ao assalto, a UBS suspendeu as atividades durante dois dias.

O caso foi registrado no 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Petrópolis, também na Zona Sul da cidade, que até hoje investiga o assalto a mão armada.

Prisões

Francisco Pablo Nascimento de Moraes e Tiago Martins Cardoso, ambos com 29 anos, foram presos em novembro de 2016, por furtar uma UBS, localizada na avenida Cosme Ferreira, bairro Zumbi dos Palmares, Zona Leste. A dupla foi presa pela Polícia Civil após uma denúncia anônima. Eles foram autuados por furto qualificado.

Gerson Freitas
EM TEMPO

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top