Dia a dia

Semsa confirma mais um caso de microcefalia relacionado ao zika vírus

 bebê, ao nascer no início de setembro, em uma maternidade pública, apresentou o exame de ultrassonografia transfontanela com alterações compatíveis com microcefalia - foto: reprodução

bebê, ao nascer no início de setembro, em uma maternidade pública, apresentou o exame de ultrassonografia transfontanela com alterações compatíveis com microcefalia – foto: reprodução

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) confirmou nesta quarta-feira (14), com o fechamento do 58º Informe Epidemiológico, o segundo caso de microcefalia relacionado ao zika vírus em Manaus. O bebê, ao nascer no início de setembro, em uma maternidade pública, apresentou o exame de ultrassonografia transfontanela com alterações compatíveis com microcefalia.

De acordo com a gerente do Centro de Informações Estratégica e Vigilância em Saúde (CIEVS), Marinelia Martins Ferreira, a mãe, residente na zona Leste da capital, havia apresentado sintomas durante o primeiro trimestre de gestação e teve resultado positivo no exame de PCR, procedimento que descarta ou confirma o vírus.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, informou que a criança terá acompanhamento sistemático em um dos Ambulatórios de Segmento de Cuidados Especiais implantados pela Semsa em nove Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para prestar assistência médica, laboratorial, social e psicológica a prematuros e bebês com problemas de saúde de alto risco.

“Vamos oferecer a assistência necessária a essa criança e, no plano da prevenção, vamos continuar trabalhando, sem descanso e em parceria com a população, para evitar a proliferação do Aedes aegypti e reduzir os riscos de infecção por zika e suas consequências, como a microcefalia”, disse Homero.

O Informe Epidemiológico da Semsa informa também que, dos 26 casos notificados de microcefalia, seis já receberam confirmação que não têm relação com a doença, oito foram descartados e dez continuam em investigação.

Desde dezembro de 2015, quando as notificações de infecção por zika vírus tiveram início, a Semsa já confirmou 3.201 casos, sendo 433 em grávidas. Permanecem em investigação 121 casos, sendo 56 em gestantes. Até o momento, a Secretaria descartou 2.441 mil casos da doença.

No mesmo período, 5.284 denúncias sobre focos do mosquito Aedes aegypti foram recebidas pela Semsa, por meio do Disque-Saúde. Foram capacitadas 9.283 pessoas, distribuídas em 2.118 Brigadas de Combate ao Aedes. As Brigadas atuam semanalmente em repartições públicas e privadas, realizando a vistoria baseada em uma checklist que verifica possíveis criadouros, eliminando a água parada nesses espaços.

A Visa Manaus realizou até o momento 1.668 inspeções em locais de alto risco para a proliferação do mosquito e efetuou 112 autuações a proprietários de terrenos e edificações.

Com informações da assessoria

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir