Esportes

Semjel anuncia ‘novo’ Bolsa Atleta

Amazonense do remo, Aílson Eráclito disputou os Jogos Pan-Americanos e pode se cadastrar – foto: divulgação

Amazonense do remo, Aílson Eráclito disputou os Jogos Pan-Americanos e pode se cadastrar – foto: divulgação

Buscando melhorar o desempenho dos atletas da cidade, o secretário municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), Sildomar Abtibol, anunciou na tarde de ontem (19) que a prefeitura regulamentou o decreto oficial do programa Bolsa Atleta Municipal. A partir da data da publicação, a última terça-feira (18), todos os atletas que queiram receber as bolsas terão 15 dias para levar as documentações oficias na sede da secretaria, que fica localizada na rua Visconde de Porto Alegre, Centro, Zona Sul de Manaus.

Sildomar explicou que todos os inscritos terão que passar por uma lista de critérios que, segundo o secretário, já faziam parte da lei. Entre os itens, o mais importante é a obrigatoriedade de ter sido convocado pela seleção brasileira da sua modalidade no ano.

“Estamos divulgando com mais clareza as regras para o programa. A única coisa que alteramos foi que enfatizamos e que vamos seguir todos os critérios do Bolsa Atleta. Teremos apenas atletas que foram convocados pela seleção. Eles vão ter que apresentar o documento oficial da confederação. Assim, fazemos que as regras sejam mais claras e facilite quem pode ou não receber esse beneficio”, explicou Abtibol.

Para estimular mais ainda todos os atletas, Sildomar revelou que a prefeitura dará um bônus a todos os esportistas que participarem de jogos Pan-Americano, Parapan-Americanos, Olimpíadas e Paralimpíadas em modalidades filiadas ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

“Tudo está sendo feito para melhorar e ter um retorno das confederações brasileiras em relação a cada modalidade. Vamos normalizar logo o bolsa. A partir da apresentação dos documentos, vamos fazer uma análise. O atleta que participar das Olimpíadas ou Pan-Americanos irá ter um acréscimo de mil reais. Estamos fazendo isso para realmente incentivar e fazer o justo”, concluiu o secretário da Semjel.

Por Thiago Fernando

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir