Política

Sem secretário, Melo assume Susam como interventor

Uma das principais mudanças que será apresentada na área da saúde será a implantação de instrumentos modernos e tecnológicos que controlem desde à compra dos medicamentos até a entrega à população – Joel Arthus/Secom

José Melo (Pros) optou por, pelo menos por enquanto, não nomear ninguém para o cargo de titular da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam). O próprio governador ficará no comando da pasta para realizar mudanças no quadro de funcionários e nos procedimentos dentro das unidades de saúde do Estado. O ex-secretário, Pedro Elias, entregou o cargo nesta segunda (30).

A afirmativa foi dada durante a inauguração da nova sede da Agência Reguladora Dos Serviços Públicos Concedidos do Estado (Arsam), localizado no Boulevard Álvaro Maia, Zona Centro-Sul de Manaus, nesta terça (31).

“Vou continuar com os subsecretários e executivos. Depois que as reformas acontecerem, nós vamos escolher um secretário que possa continuar”, explicou Melo, ressaltando que, quando Pedro Elias retornar – o afastamento foi solicitado para que o ex-secretário realize alguns tratamentos médicos – terá outra “missão” para ele. “Não posso falar agora”, disse o governador.

Uma das principais mudanças que será apresentada no setor, será a implantação de instrumentos modernos e tecnológicos que controlem desde à compra dos medicamentos até a entrega à população.

Reforma administrativa

Melo disse ainda que, mesmo após as mudanças já anunciadas em sua gestão, a reforma administrativa ainda vai acontecer por todo decorrer deste ano com intuito de aprimorar o serviço do Poder Executivo.

Segundo o governador a nova mudança, a quarta desde então, é consequência da implantação da matriz econômica ambiental. Melo afirmou que vai precisar de um arranjo na área de ciência e tecnologia e que, por isso, precisa dividir em duas a Secretaria de Estado de Planejamento Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Seplanct). Uma será voltada às questões de geodiversidade, ciência e tecnologia e, a outra, de planejamento e desenvolvimento. Para esta mudança, o governador assegurou que não haverá aumento de pessoas e nem de despesas.

Diogo Dias
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir