País

Sem recursos, reabrir inscrições do Fies seria inútil, diz ministro

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, disse nesta segunda-feira (4) que vai recorrer da decisão da Justiça Federal que determinou que sejam prorrogadas as inscrições para alunos que queiram ingressar pela primeira vez no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

“Entendemos que, não havendo mais recursos, a reabertura das inscrições seria inútil”, afirmou, após anunciar que os R$ 2,5 bilhões previstos para os novos contratos no primeiro semestre foram esgotados.

As inscrições para o Fies terminaram na quinta-feira (30). Ao todo, foram aprovados 252.442 novos financiamentos em instituições privadas.

O número de alunos que tentaram se inscrever, no entanto, foi ainda maior – cerca de 500 mil.

Apesar do término das inscrições, o site do Fies continua disponível para estudantes que possuem o financiamento e precisam renová-lo. O MEC já garantiu que todos os 1,9 milhão de contratos ativos serão aditados. O novo prazo para solicitar a renovação é 29 de maio. Somente esses contratos terão custo de R$ 15 bilhões para a pasta.

No ano passado, o Fies teve um orçamento total de R$ 13,7 bilhões. Em 2014, foram 732 mil novos contratos, realizados ao longo de todo o ano – destes, cerca de 480 mil foram realizados no primeiro semestre.

Novas Inscrições

Uma nova etapa de inscrições no Fies neste ano, porém, ainda está pendente. De acordo com o ministro, ainda não é possível prever se haverá abertura de mais vagas no segundo semestre, como ocorre tradicionalmente. A liberação dependerá de novos recursos no orçamento.

Sem definição, estudantes que não conseguiram se inscrever no Fies podem tentar vagas por meio de outros programas, como o Prouni, afirma o ministro.

Janine diz ainda que a pasta estuda integrar as inscrições para os demais programas do governo nas próximas etapas. “O aluno se inscreve no Sisu, por exemplo. Se não conseguir essa vaga, ele tem a opção de simplesmente tocar em alguns botões e fazer a inscrição no Prouni, e se não conseguir a bolsa, pode então tentar o Fies”, disse.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir