Sem categoria

Seleção Olímpica treina no Carlos Zamith nesta terça

 Destaque do Palmeiras, atacante Gabriel Jesus estará em Manaus- foto: divulgação


Destaque do Palmeiras, atacante Gabriel Jesus estará em Manaus- foto: divulgação

A seleção brasileira Sub-23 vai realizar quatro treinos em Manaus durante o período em que estará na cidade para os amistosos contra a República Dominicana – na próxima sexta-feira (9), às 20h -, e Haiti – no dia 12, às 18h-. As atividades acontecerão no estádio Carlos Zamith, bairro Coroado, na Zona Leste da capital.

De acordo com o diretor de competições da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Ivan Guimarães, o Brasil deve treinar no Zamithão nesta terça-feira (6) e amanhã (7), às 16h. Na quinta-feira (8), o elenco canarinho fará o reconhecimento do gramado da Arena da Amazônia. O time volta a treinar no sábado (10) e trabalha também no domingo (11), antes da despedida de Manaus, na segunda-feira (12), contra os haitianos.

Ivan Guimarães explicou, também, que os treinamentos não serão abertos à torcida, mas existe a possibilidade de estudantes da rede pública de ensino acompanharem os treinamentos.

“Não há nada garantido, mas estamos trabalhando em cima dessa possibilidade de levar as crianças para verem o Brasil treinar. Infelizmente não podemos abrir os treinos ao público, pois isso traria um gasto com segurança”, explicou.

Arena pronta

Com o gramado em ótimas condições para o futebol, segundo a Fundação Vila Olímpica (FVO), a Arena da Amazônia não precisará de ajustes para os amistosos da seleção brasileira Olímpica. O diretor-presidente da FVO, Aly Almeida, órgão responsável pelo estádio, disse que o campo está bem conservado, já que não tem sido utilizado. “A arena está pronta. Se o jogo fosse agora mesmo, não haveria necessidade de ajuste nenhum, garantiu Almeida.

A possibilidade de casa cheia foi um dos critérios favoráveis à escolha da Arena da Amazônia para os dois amistosos, segundo informou Aly Almeida. “A comissão técnica da seleção quer que o time tenha uma experiência no Brasil com estádios cheios para que o jogador possa se sentir cobrado por resultados satisfatórios”, informou. “O manauense é apaixonado por futebol e a previsão é de casa cheia”, vislumbra.

Eliminatórias da Copa

Segundo o diretor-presidente da Fundação Vila Olímpica (FVO), Aly Almeida, está programada uma reunião com representantes da CBF para solicitar que Manaus receba um jogo das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. A preferência é pela partida contra a Bolívia. “É do interesse do governador (José Melo) que façamos essa solicitação. Acho que é mais atraente para a CBF que a Bolívia jogue em Manaus do que em São Paulo, por exemplo”, disse Almeida.

A possibilidade de Manaus sediar um dos jogos é grande, segundo o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, que esteve na capital na semana passada para preparar os amistosos da seleção olímpica. “A ideia é ter esses dois jogos como termômetros para a gente poder medir.

Sempre há possibilidade. Acho que esses jogos (da seleção Sub-23) servirão como um termômetro importante para a gente saber de vários pontos de vistas. Do ponto de vista organizacional, do ponto de vista da torcida também, como o povo amazonense abraçará a seleção. Tenho certeza que vai ser um sucesso”, falou.

Crianças não poderão assistir ao jogo

Os órgãos que integram o Comitê Organizador do Torneio de Futebol Olímpico Manaus 2016 divulgaram, ontem (5), o Plano Operacional de Segurança para os amistosos da seleção brasileira olímpica em Manaus, e confirmaram que crianças menores de 5 anos não podem entrar no estádio. De acordo com o secretário executivo adjunto de Planejamento e Gestão Integrada da SSP, coronel Dan Câmara, a determinação faz parte da portaria que regula as ações de segurança para grandes eventos no Estado.
“A intenção é garantir que o cidadão esteja em um ambiente seguro e saudável, usufruindo dos benefícios dos eventos e tendo a certeza de que voltará para casa com sua integridade física preservada”, ressaltou o coronel Dan Câmara.

Foi decidido também que não será permitido o acesso de torcedores com objetos como bastões, capacetes, latas, entre outros.

A Fundação Vila Olímpica (FVO) irá disponibilizar cem voluntários para atuar dentro e fora do estádio na parte de hospitalidade e informação ao público. As secretarias municipal e estadual de Saúde, Semsa e Susam, ficarão responsáveis pelos postos médicos de atendimento aos torcedores dentro da Arena. Serão disponibilizadas também quatro ambulâncias do Serviço Móvel de Urgência (SAMU).

Testes operacionais

Durante as partidas, que acontecerão na Arena da Amazônia, as áreas operacionais de segurança e saúde serão testadas pelo governo do Estado para o Torneio de Futebol Olímpico 2016.
O coordenador estadual do Comitê Manaus 2016, Mário Aufiero, afirmou que, apesar de não serem considerados eventos-testes oficiais pela Rio 2016, os jogos servirão para testar os serviços do Estado e município. Aufiero informou que três representantes da Rio 2016 irão acompanhar a operação como observadores.

“Nós iremos testar os dois Centros de Treinamento pela primeira vez e cuidar da permanência das seleções por um período de mais de uma semana, o que não ocorreu na Copa do Mundo. Nós fizemos todo o planejamento para essas áreas e iremos avaliar a execução das operações para alinhar todas as ações até os Jogos Olímpicos”, explicou.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir