Esportes

Seleção feminina de vôlei vence Japão e garante vaga nas quartas

A equipe fez 3 sets a 0 sobre as japonesas em uma hora e nove minutos de partida – foto: CBV

A equipe fez 3 sets a 0 sobre as japonesas em uma hora e nove minutos de partida – foto: CBV

A seleção brasileira feminina de vôlei venceu o Japão na noite desta quarta-feira (10) e garantiu vaga nas quartas de final dos Jogos do Rio. A equipe comandada por José Roberto Guimarães fez 3 sets a 0 (parciais de 25/18, 25/18 e 25/22) sobre as japonesas em uma hora e nove minutos de partida.

A novidade foi a estreia da central Thaísa nestes Jogos. A bicampeã olímpica recuperava-se de dores na panturrilha e não tinha atuado ainda. Ela entrou durante o segundo e terceiro sets e fez o ponto decisivo da partida.

Com o resultado, Brasil e Rússia (que venceram seus três jogos até agora) somam nove pontos cada um e avançam. A Coreia do Sul, adversária das brasileiras na sexta (12), tem duas vitórias e está muito perto de assegurar a vaga na próxima fase também.

O Japão, com um triunfo apenas, briga com Camarões e Argentina nas duas últimas rodadas do grupo. Depois de encarar a Coreia do Sul, o Brasil fecha a primeira fase contra a Rússia, no domingo, às 22h35. No Grupo B, uma surpresa: a Itália já está eliminada.

As italianas perderam os três jogos que fizeram no torneio (nesta quarta foram derrotadas pela Holanda), assim como Porto Rico, e estão fora da próxima etapa.

Garantidos nas quartas de final estão EUA, China, Sérvia e Holanda. As posições ainda não estão confirmadas, mas deste grupo sai o adversário do Brasil nas quartas.

‘Fuso horário’
Este foi o segundo jogo do Brasil iniciado depois das 22h35. O que criou uma espécie de fuso horário na preparação da equipe. As jogadoras devem chegar à Vila Olímpica por volta das 2h30, como ocorreu após a vitória sobre a Argentina.

Algumas atletas jantam em uma sala no próprio ginásio do Maracanãzinho -uma estratégia montada pelo Comitê Olímpico do Brasil-, enquanto outras se alimentam no restaurante da Vila, que fica na Barra da Tijuca, a uma hora de ônibus do Maracanã.

A rotina de treinamento da seleção também mudou. Agora, no dia após um jogo, o treino que costumava ser por volta das 10h passou para às 13h. E elas fazem apenas trabalho físico, com peso.

O almoço passou para o início da tarde, entre 14h e 15h. No dia do jogo, o jantar é por volta das 19h30.
Além do descanso, a alimentação é uma preocupação. No período de adaptação antes da Olimpíada, a líbero Léia e a oposta Sheilla tiveram problemas gastrointestinais devido à mudança na rotina da seleção.

As partidas na sessão noturna, fechando a rodada, são um pedido da Rede Globo. Os brasileiros concordaram, desde que fosse uma rotina jogar sempre no mesmo horário, o que vai acontecer no masculino e no feminino.

Por Folhapress

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir