Esportes

Seleção Brasileira: Weverton e Renato Augusto serão titulares em estreia

Pelo regulamento do torneio, cada seleção só pode contar com três atacantes acima dos 23 anos - foto: divulgação

Pelo regulamento do torneio, cada seleção só pode contar com três atacantes acima dos 23 anos – foto: divulgação

Dois jogadores chegaram em cima da hora, mas já garantiram vaga na estreia da seleção nos Jogos Olímpicos, quinta-feira (4), diante da África do Sul, em Brasília.

Renato Augusto chegou ao Brasil dez dias depois do início da preparação da seleção e já tomou conta da posição. Já Weverton só conheceu seu companheiros na segunda (1), mas também confirmou a titularidade.

“Veteranos” no grupo olímpico, os dois jogadores de 28 anos foram a solução encontrada pelo técnico Rogério Micale para dar mais experiência ao time na busca pela inédita medalha de ouro.

Os dois estavam fora dos planos iniciais do treinador para a Olimpíada. Renato Augusto substituiu Douglas Costa, contundido antes do início dos treinamentos em Teresópolis. Weverton foi chamado às pressas depois do corte de Fernando Prass, que fraturou o cotovelo direito no sábado no gramado do Serra Dourada antes do amistoso contra o Japão.

Pelo regulamento do torneio, cada seleção só pode contar com três atacantes acima dos 23 anos. O outro “veterano” do grupo é o atacante Neymar.

“Eu me sinto tranquilo, preparado. Se o Micale optar por me usar, estarei à disposição, com certeza”, desconversou Weverton, que nunca havia sido chamado para a seleção.

Titular do Atlético-PR há quatro anos, o goleiro ganhou a vaga na equipe para a abertura do torneio olímpico por causa do ritmo de jogo. No Campeonato Brasileiro, ele foi titular nas 17 partidas do clube. Já Uilson amarga uma longa reserva de Victor no Atlético-MG.

Renato Augusto, por sua vez, vai ficar com a vaga de Rafinha. O meio-campista treinou nesta posição na tarde desta terça (2), no Bezerrão.

Com a maioria de atletas jovens na seleção, o ex-corintiano sabe que terá a função também de liderar os novatos no torneio. “Procuro conversar e ajudar fora de campo porque é uma seleção com muita qualidade”, disse Renato Augusto.

Neymar

Neymar deu um susto nos torcedores e nos integrantes da comissão técnica. Após dividir a bola com Rodrigo Caio no treinamento, ele sentiu dores no tornozelo direito. O atacante chegou a ser atendido pelos médicos, mas voltou ao campo e treinou até o final.

A comissão técnica abriu os portões do estádio Bezerrão aos torcedores. Carca de 2.000 pessoas assistiram ao treino.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir