Mundo

Seis mortes no estado mexicano de Guerrero elevam para 22 número de vítimas

Um bebê com 1 ano e uma menina com 7 anos estão entre as seis pessoas mortas em mais um dia de violência no estado mexicano de Guerrero, no Sul do país, informaram as autoridades nesta terça-feira (10).

Pelo menos uma das vítimas da matança no município de Chilapa era parente do antigo chefe da polícia, informou o gabinete estadual do procurador, em comunicado.

Os assassínatos de terça-feira elevaram para 22 o número de mortos em dois dias de violência em Guerrero, um estado dominado pelo tráfico de droga e pelas disputas pelo seu controlo.

Na segunda-feira (9), 12 pessoas foram mortas em consequência de um tiroteio por ocasião de uma luta de galos, na cidade de Cuajinicuilapa. No mesmo dia, mais pessoas foram mortas num campo de futebol na instância turística de Acapulco.

O governador de Guerrero, Hector Astudillo, disse que as suspeitas no caso do massacre na luta de galos, ocorrido numa parte do estado sem hábitos de violência, indicavam para dois grupos de criminosos.

Em Chilapa, porém, há confrontos regulares entre dois grupos de traficantes de droga – Los Rojos e Los Ardillos -, que disputam o controlo das rotas do tráfico de heroína, na região onde a produção da papoula de ópio está aumentando.

O gabinete do procurador deu poucos detalhes do ataque de Chilapa. Mas uma autoridade policial disse que duas crianças e três adultos estavam fugindo em um táxi, quando os atacantes os alcançaram, incendiaram o veículo e os mataram.

Por Agência Brasil

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir