Dia a dia

Seis homicídios durante a noite em Manaus; PM matou pai e vizinho

Todos os casos estão sendo encaminhados para a Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS)  -foto divulgação

Todos os casos estão sendo encaminhados para a Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS) -foto divulgação

Seis homicídios por arma de fogo foram registrados durante a noite dessa quarta-feira (5), na capital amazonense. Os crimes ocorreram nas Zonas Sul, Oeste e Centro-Sul da cidade.

Um dos casos mais comentados foi do policial militar William Silva, que matou o pai e um vizinho a tiros. Os crimes ocorreram por volta das 21h, na Rua 18, conjunto Hiléia, Zona Centro-Oeste.

De acordo com a polícia, o PM teria chegando a casa e presenciado o pai tentando matar a companheira. Nesse momento, na tentativa de ajudar a mãe, o policial usou a própria arma e atirou contra o pai Antenor Tavares Mendes, 61. O disparo atingiu a veia femoral.

O empresário Sérgio Ferreira da SIlva, vizinho da vítima, ouviu os disparos e tentou intervir na situação, mas acabou sendo atingido com dois tiros no tórax. Ele ainda chegou a ser levado para o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto, mas morreu poucos minutos depois de dar entrada na unidade. Após cometer os crimes o policial fugiu do local.

Os registros
O universitário Marlisson Gabriel, 21, foi assassinado após reagir ao um assalto na frente de uma universidade particular, na rua Emílio Moreira, na Praça 14, Zona Sul.

De acordo com testemunhas, o jovem estaria deixando a namorada na porta da faculdade quando sofreu uma tentativa de assalto.

Outro registro foi na rua Rio Branco, próximo à sede do São Raimundo, na Zona Oeste. Um mototaxista que não teve o nome divulgado foi morto a tiros. Segundo a polícia, a vítima foi morta por um homem que se passou por passageiro.

Na Zona Sul, ocorrem dois homicídios, o primeiro foi de um homem, ainda não identificado, que foi assassinado a tiros, dentro de um condomínio localizado na avenida Arnaldo Carpinteiro Péres, no bairro Petrópolis, Zona Sul.

Segundo informações de vizinhos, um homem abordou o morador que chegava ao condomínio e pediu as chaves de sua moto. Ao subir para o apartamento, houve uma luta corporal, sendo que a vítima afetou dois disparos contra o suspeito, que morreu no local.

Também na Zona Sul, Erika dos Santos Oliveira, 27, foi morta com três tiros, na rua Raquel, bairro Petrópolis. A polícia informou que o ex-marido da vítima é o suspeito do crime.

Todos os casos estão sendo encaminhados para a Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS).

Por Mara Magalhães

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir