Dia a dia

Segundo dia de julgamento do ‘caso Marcelaine’ começa sem a presença de 2 dos réus

A sentença sobre o caso será conhecida até o início da noite desta quinta-feira (2) - foto: Ione Moreno

A sentença sobre o caso será conhecida até o início da noite desta quinta-feira (2) – foto: Ione Moreno

Previsto para iniciar por volta de 9h desta quinta-feira (2), o segundo dia de julgamento do caso ‘Marcelaine’, no Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Centro-Sul de Manaus, começou às 10h20, com atraso de mais de uma hora. Isso porque, segundo informações do juiz Mauro Antony, que preside a sessão, dois dos réus, presos no Centro de Detenção Provisória (CDP), não chegaram no horário previsto.

Os réus ausentes são Rafael Leal dos Santos, o ‘Salsicha’, e Charles Mac Donald Lopes Castelo Branco. Marcelaine Santos Schumann, Karen Arevalo Marques; e Edney Costa Gomes estão presentes. Todos os suspeitos foram ouvidos nessa quarta-feira (1).

Pelo cronograma, hoje julgamento tem início com debates entre o Ministério Público e a defesa dos réus.  A sentença será conhecida até o início da noite.

Marcelaine é acusada de ter encomendado a morte de Denise por ciúmes do amante, o empresário Marcos Souto, com quem a socialite mantinha um relacionamento amoroso de nove anos. O crime aconteceu no 11 de novembro de 2014, no estacionamento de uma academia no Centro da cidade.

O advogado de Marcelaine, Eguinaldo Moura, disse que, provavelmente, irá utilizar outros argumentos para defender a inocência da cliente, no segundo dia do julgamento. Segundo ele, toda a história que Marcelaine contou durante o depoimento é verídica.

A advogada Maria Ester, que defende Charles, Rafael e Edney, informou que está muito confiante.

“Os depoimentos foram muito favoráveis e hoje vou seguir a mesma linha de defesa. Vou pedir a retirada das qualificadoras, ou seja, que o crime seja tratado como uma lesão corporal e não tentativa de homicídio. Também vou tentar de tudo para absorver o Edney, porque ele não tem nenhum envolvimento com este fato. Os outros se forem condenados, que seja por lesão corporal”, disse a advogada.

Primeiro dia

Os três principais envolvidos no triângulo amoroso, que resultou na tentativa de homicídio contra Denise, foram ouvidos no primeiro dia do julgamento.

A primeira a ser ouvida foi a vítima do caso, Denise Almeida. Ela negou o caso amoroso com o empresário Marcos Souto e disse apenas que eram amigos.

Já o empresário, confirmou ter tido um caso amoroso com Marcealiane e com Denise, sendo que, com a socialite, o envolvimento durou nove anos e com a outra somente dois anos.

Durante seu depoimento, Marcelaine também confirmou que tinha um envolvimento amoroso com Marcos Souto e disse que não mandou matar Denise, somente dá um susto.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir