Economia

Segunda parcela do 13° dos servidores da PMM deve ser paga em 17 de dezembro

Benefício é a esperança de setores como o comércio e a indústria, que buscam recuperar prejuízos acumulados num ano de recessão econômica- foto: arquivo/César Araújo

Benefício é a esperança de setores como o comércio e a indústria, que buscam recuperar prejuízos acumulados num ano de recessão econômica- foto: arquivo/César Araújo

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, determinou o pagamento da segunda parcela do 13° salário dos servidores municipais para o dia 17 de dezembro. Num ambiente crítico para setores como comércio, serão mais de R$ 50 milhões depositados em 32.980 contracheques, seguindo na contramão de muitos municípios e Estados brasileiros que já sinalizaram a dificuldade de efetuar o pagamento de seus servidores.

“A Prefeitura Municipal de Manaus (PMM) já está preparada e com recursos necessários para pagar os mais de 32 mil servidores municipais”, disse o secretário municipal de Finanças, Tecnologia da Informação (Semef), Ulisses Tapajós.

Ele acrescentou que o município tem tomado uma série de medidas para minimizar as frustrações de receitas e assim poder assegurar os investimentos essenciais de saúde, educação, infraestrutura e honrar com o pagamento do funcionalismo público.

“É também determinação do prefeito Arthur Neto priorizar o respeito e a valorização dos servidores, mantendo seus salários em dia. Em julho, cumprimos com o pagamento da primeira parcela do décimo. Agora, no pagamento de outubro, antecipamos os vencimentos do mês em virtude do ‘Dia do Funcionário Público’ e já temos provisão para pagar a segunda parcela do décimo para o dia 17 de dezembro”, assegurou Tapajós.

O secretário da Semef lamentou o cenário pessimista das prefeituras e governos do país. De acordo com ele, a crise tem trazido perspectivas bastante negativas. “Dos mais de 5,5 mil municípios do Brasil, mais da metade poderá não conseguir honrar com o décimo terceiro dos seus servidores, infelizmente”, finalizou.

A primeira parcela do 13º salário dos servidores da PMM caiu na folha do mês de julho, que foi gerada dentro do plano de redução de gastos da Prefeitura de Manaus. No mesmo período, o governo do Estado, que também enfrente dificuldades na arrecadação, efetuou o adiamento da primeira parcela com pagamento na ordem R$ 150 milhões para 93 mil servidores ativos e inativos. Para os próximos dias a Secretaria de Estado da Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM) deverá anunciar segunda da parcela.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir