/* */
Política

Secretariado de Arthur deve sofrer alterações

Prefeito retornou de licença na última segunda e tem feito reuniões com sua equipe – fotos: Divulgação

Desde que retornou às atividades na Prefeitura de Manaus, na última segunda-feira, após sua licença médica, o prefeito Arthur Neto (PSDB) tem realizado reuniões com os secretários a fim de alinhar estratégias e alcance de metas.

Além disso, ele trabalha com mudanças no corpo de seu secretariado, que deverão ser anunciadas na próxima semana, segundo informações do secretário municipal de Comunicação, jornalista Marcos Santos. “A partir dessas informações que ele está conseguindo é que terá mais segurança e horizonte certo para depois divulgar. No momento, não há nada oficial quanto a isso”, frisou.

O líder do prefeito na Câmara, vereador Marcel Alexandre, também tem sido ventilado para assumir uma pasta

Mas, nos bastidores, são dadas como certas as saídas dos secretários de Finanças, Ulisses Tapajós, e o de Infraestrutura, Alexandre Moraes, que já externaram o desejo de sair da gestão municipal, alegando motivos pessoais, e também de outros dois secretários que deverão ser substituídos.

A saída de Ulisses Tapajós do governo municipal – ele está desde o primeiro mandato de Arthur Neto – começou a ser ventilada na semana passada. Procurado pela reportagem, o secretário de Finanças afirmou que tudo não passa de boatos, mas deixou escapar que tem conversado com o prefeito e que não tem nada confirmado. “Isso é boataria. O que está acontecendo é que eu estou discutindo com o prefeito, somente. Não tem nada confirmado e quando houver alguma definição vamos divulgar o que foi acertado”, adiantou Tapajós.

Mas, entre os aliados do prefeito, principalmente na Câmara Municipal de Manaus (CMM), há quem confirme essas mudanças na gestão municipal, como o presidente da casa, vereador Wilker Barreto (PHS). Segundo ele, o secretário de Finanças deverá, realmente, entregar a pasta, alegando questões pessoais.

“É uma grande perda para a Prefeitura de Manaus. Pela experiência que ele (Tapajós) adquiriu ao longo dos anos de sucesso. Fico triste pela saída, mas entendo, porque ele precisa se dedicar à família. Deixando claro que a saída é por motivos pessoais e não por enfraquecimento”, acrescentou Barreto.

A reportagem tentou contato com o titular da Seminf, coronel Alexandre Moraes, sem sucesso. Mas o subsecretário municipal de Infraestrutura, Antônio Peixoto Filho, negou a saída do secretário e afirmou que não passa de boato. “Tudo isso é uma boataria que desde sempre tem, não só com ele como com todos os outros secretários. Agora eu não ouvi nada sobre isso”, disse.

O nome do secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão – que está no cargo desde o primeiro mandato de Arthur –, também foi ventilado nos bastidores entre os que deverão ser substituídos nessa reforma do prefeito. Entretanto, a Prefeitura de Manaus não confirmou e, procurado, o secretário se mostrou surpreso. “Estou sabendo por vocês, mas cargos públicos de confiança são assim. A gente entra sabendo que vai sair”, disse.

No bojo das mudanças que acontecerão na gestão municipal, o nome do líder do prefeito na Câmara, vereador Marcel Alexandre (PMDB), também tem sido ventilado para assumir alguma pasta na Prefeitura de Manaus. Questionado, o peemedebista revelou que terá uma conversa com Arthur Neto neste fim de semana, mas não soube dizer o teor do encontro.

Diogo Dias

EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir