Dia a dia

Secretaria desarticula movimentação de fuga no Centro de Detenção Provisória Masculino na BR-174

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informou, por meio de nota, que no final da tarde deste domingo (25), equipes da entidade desarticularam uma movimentação de fuga no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro 8 da BR-174.

Por volta das 17h, durante o procedimento de tranca no pavilhão 2 da unidade e inspeção feita pela direção da unidade e equipes da Seap foram encontradas três celas com as grades cerradas. O local abriga aproximadamente 120 detentos.
A secretaria informa que vem atuando rotineiramente em apoio às unidades prisionais com maiores populações carcerárias para aumentar a fiscalização e coibir tentativas de desestruturar o sistema penitenciário. Com a ação de intervenção da Seap, o plano de fuga em massa dos internos do CDPM foi impedido. Os internos serão encaminhados a um Distrito Integrado de Polícia (DIP) para prestarem esclarecimentos e serem indiciados por dano ao patrimônio público.

No dia 02 de maio deste ano, 39 presos escaparam do local por um túnel de 11 metros escavado pelos próprios detentos. Em junho, Nove funcionários da empresa Umanizzare Gestão Prisional, foram responsabilizados pela fuga em massa. Em 2015, foram impedidas outras três tentativas de fugas no CDPM.

Estrutura

Inaugurado no dia 15 de abril de 2011 com a função de abrigar os detentos à espera de julgamento, a unidade ocupa um terreno de 9.706,70m2, cercado por uma estrutura de concreto armado para reforçar a segurança. No entanto, isso não tem impedido ações de fuga da prisão nos últimos meses.

Dividido em módulos, o Centro conta com 568 vagas, entre celas coletivas e individuais, bem como espaços para atividades educacionais e assistência médica e jurídica. Para evitar problemas de abastecimento de energia e água, a estrutura comporta dois poços artesianos de 15 metros cada, e um gerador de energia com potência de 450 kVA. Os investimentos feitos na construção do centro são superiores a R$ 21 milhões.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir