Cultura

Secretaria de Cultura altera horário de funcionamento de algumas unidades

O titular da SEC, Robério Braga, alterou os horários de funcionamento cumprindo a determinação de um decreto do governo – foto: Diego Janatã

O titular da SEC, Robério Braga, alterou os horários de funcionamento cumprindo a determinação do decreto estadual nº 36.880 de 28 de abril de 2016  – foto: Diego Janatã

Visando atender o Decreto Estadual nº 36.880 de 28 de abril de 2016 – que dispõe sobre a redução em caráter temporário do horário de expediente dos órgãos do governo do Estado como medida para redução de custos orçamentários – e seguindo as especificidades dos espaços culturais, a Secretaria de Estado de Cultura (Sec) readequou os horários de funcionamento de algumas de suas unidades, tendo como base o maior fluxo de visitação e menor prejuízo para a população. Os novos horários estão disponíveis no www.cultura.am.gov.br.

“Atendendo a determinação do governador José Melo de reduzir os custos orçamentários, em virtude da crise que atinge todo o país, mas respeitando a sua a preocupação de causar o menor impacto possível na vida da população, a equipe da Secretaria de Cultura esteve reunida diversas vezes, avaliando as necessidades específicas de seus serviços e setores, em busca de soluções de como poderíamos nos adequar ao Decreto, na maior diminuição possível dos custos, sem comprometer o resultado das nossas atividades. Assim, decidimos manter o funcionamento de algumas unidades, como o caso da Biblioteca Pública, do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro, entre outros”, explica o secretário de cultura, Robério Braga.

A mudança de horários passa a vigorar a partir da publicação da Portaria n° 047/SEC/GS no Diário Oficial de hoje, que dispõe o horário de atendimento ao público e a jornada de trabalho da sede da Sec, de segunda a sexta, das 8h às 14h. O mesmo horário vale para os departamentos administrativos das unidades: Amazonas Film Commission, Ateliê de Restauro, Centro Cultural Povos da Amazônia, Centro Cultural Palácio Rio Negro, Centro Cultural Palácio da Justiça, Museu Casa Eduardo Ribeiro, Museu do Homem do Norte, Patrimônio, Palacete Provincial e Usina Chaminé.

Bibliotecas

O atendimento ao público da Biblioteca Pública e Biblioteca Braille, Biblioteca de Artes e Biblioteca Fred Góes continuam funcionando no mesmo horário. E as Salas de Leitura do Centro de Convivência Padre Vignola, do Idoso e Magdalena Arce Daou também permanecem no mesmo horário acompanhando o espaço em que estão inseridas.

Somente as Bibliotecas Thália Phedra Borges, Padre Agostinho Caballero Martin, Emídio Vaz D’Oliveira, Arthur Reis, Mário Ypiranga Monteiro e Genesino Braga que passam a funcionar de segunda a sexta, das 8h às 14h, no seu horário de maior fluxo.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir