Dia a dia

SEC divulga estrutura para 50º Festival Folclórico de Parintins

Na 50ª edição do Festival Folclórico, Parintins espera receber 60 mil visitantes

Na 50ª edição do Festival Folclórico, Parintins espera receber 60 mil visitantes

Com a expectativa de receber 60 mil visitantes, a 50ª edição do Festival Folclórico de Parintins contará com um grande efetivo de policiamento e uma estrutura diferenciada para os portadores de necessidades especiais (PNE).

As informações foram repassadas pelo titular da Secretaria de Estado da Cultura (SEC), Robério Braga, durante coletiva realizada na manhã de sexta-feira (19), no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado na avenida André Araújo, Aleixo, Zona Centro-Sul.

Braga pontuou que só o governo do estado investiu R$ 9.653.152,64 para o festival, que também tem patrocínio da Coca-Cola, Bhrama, Bradesco, Petrobras, Correios, Eletrobrás e Vivo.

Ainda segundo o secretário, cerca de 1,2 mil servidores de 30 órgãos e instituições estarão empenhados no serviços durante o evento, sendo os principais as polícia Militar (PM), Civil (PC), Federal (PF) e Corpo de Bombeiros.

“O governador José Melo (Pros) tem manifestado, frequentemente, que a base de seu governo é a educação. E é uma preocupação que todos tenham total acesso ao festival”, disse Braga.

O secretário acrescentou também, que a pessoa portadora de necessidade especial terá de fazer um credenciamento, informando qual é o tipo de deficiência – se mobilidade, audição ou visão. O credenciamento já está disponível no site da secretaria.

Robério Braga informou ainda que 250 alunos do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro da unidade de Parintins farão uma apresentação nos dois bois, Caprichoso e Garantido, deixando uma marca no evento.

Para garantir que os visitantes cheguem à cidade, os órgãos competentes disponibilizaram 150 embarcações, além de 300 voos, indo e voltando do município para à capital e o município de Itacoatiara (a 175 quilômetros de Manaus).

Entre os visitantes ilustres, a presença de embaixadores de 11 países já está confirmada, além do ministro da cultura, Jucá Ferreira, e também do ministro de assuntos estratégicos, Roberto Mangabeira.

O Centro Integrado de Comando e Controle montou um programa inédito de monitoramento, no país, já em funcionamento, que permite a visualização completa de Parintins, aqui da capital.

“Desenvolvemos o trabalho com um novo paradigma de segurança pública. Com planejamento integrado e operação de forma integrada para socorrer Parintins, em caso de necessidade”, disse o secretário executivo de segurança para grandes eventos (Seasge), coronel Dan Câmara.

O delegado geral, Orlando Amaral, disse que 30 policiais civis e 12 viaturas foram enviadas para reforçar a segurança durante o festival. “O principal foco é evitar que aconteça roubos e furtos, e também o tráfico de drogas”, relatou.
O capitão-de-mar-e-guerra Alfred Dombrow Junior, chamou a atenção para que os proprietários de embarcações providenciem o credenciamento das mesmas, e enfatizou que a fiscalização será ostensiva.

“Estamos preparados desde abril e em três postos situados em pontos estratégicos serão feitas as fiscalizações nas embarcações. Os pontos de vistoria serão no Encontro das Águas, em Manaus, Itacoatiara e na própria cidade de Parintins”, disse o comandante.

Dombrow, disse ainda que 120 embarcações já fizeram o agendamento para a vistoria e a liberação, e que todos os barcos serão abordados para os procedimentos de fiscalização.

O comandante falou que toda essa preocupação é para que não haja nenhum transtorno durante o festival, nem no regresso dos passageiros.

Por Conceição Melquíades (especial EM TEMPO Online)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir