Esportes

São Paulo perde pênalti, leva gol no final, mas consegue o empate nos acréscimos

Pode até soar repetitivo, mas o fato é que os jogos do São Paulo têm sido duros de assistir. A fase da equipe do técnico Edgardo Bauza é complicada e sofrida.

Nesta quarta-feira (30), a equipe empatou com o Linense por 1 a 1, no final e no sufoco, em partida com direito a pênalti perdido por Michel Bastos.

O São Paulo caiu para segundo no Grupo C, que tem o Audax como líder, mas ainda pode ser alcançado pela Ferroviária, que joga hoje.

O primeiro tempo foi de jogo feio. Pouco se viu das equipes buscando oportunidades no ataque.

O São Paulo foi o primeiro a se aventurar na grande área. Aos 13min, em boa jogada pela direita, Calleri recebeu livre e chutou para fora.

No minuto seguinte, foi a vez do Linense quase marcar. Thiago Humberto recebeu entre os zagueiros do São Paulo -havia um buraco na defesa-, e, cara a cara com Denis, chutou no goleiro.

Na sequência, o jogador do time da casa se machucou e precisou sair. O clube, aliás, em 17min, já havia feito duas mudanças por lesões.

Apesar de ter mais posse de bola, a equipe de Bauza errava muitos passes e não conseguia ser objetiva.

A chance de ouro do time tricolor para sair em vantagem ocorreu aos 29min, quando Bruno sofreu pênalti de Zé Antônio. Na cobrança, Michel Bastos chutou na trave esquerda de Oliveira. Foi a quarta penalidade máxima perdida já nesta temporada em cinco sofridas.

O Tricolor esteve mais solto na segunda etapa. Ficou a maior parte do tempo no campo de ataque, procurando movimentação pelas laterais com velocidade.

Aos 8min, Hudson teve chance de cabeça, mas a bola passou por cima da trave. No minuto seguinte, o Linense respondeu com Leandro Brasília, que chutou rente à trave direita de Denis.

Patón chegou a tirar um volante para colocar Lucas Fernandes, mas nada dava certo. Deu para o outro lado.

Aos 40min, Zé Antônio tomou coragem, redimiu-se do pênalti perdido e abriu o placar em chute de longe.

Mas o São Paulo não estava a fim de desistir do jogo. Aos 48min, com pura raça, Kelvin foi esperto e deu um ponto para o time.

LINENSE

Oliveira; Paulo Henrique (Marcão), Jorge Luiz, Adalberto e Rogério; Leandro Brasília, Bileu, Zé Antonio, Anderson Aquino (Ricardinho) e Thiago Humberto (Fillipe Soutto); William Pottker.
T.: Moacir Júnior

SÃO PAULO

Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes (Lucas Fernandes), Daniel (Kelvin), Ganso e Michel Bastos; Calleri (Alan Kardec).
T.: Edgardo Bauza

Estádio: Anísio Haddad, em São José do Rio Preto (SP)
Árbitro: Vinícius Gonçalves de Araújo
Auxiliares: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Rafael Tadeu Alves de Souza
Público e renda: 10.510 pagantes e R$ 518.000
Cartões amarelos: Zé Antônio, Oliveira, Rógerio e Marcão (L), Carlinhos, Ganso e Alan Kardec (SP)
Gols: Zé Antônio, aos 39 min, e Kelvin, aos 47 min do 2º tempo

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir