Esportes

São memórias que vão ficar para sempre, diz Thiago Pereira

Pereira nada as provas dos 400 m medley e os 100 m borboleta, com eliminatórias às 11h e finais às 20h (de Brasília)- foto: divulgação

Pereira nada as provas dos 400 m medley e os 100 m borboleta, com eliminatórias às 11h e finais às 20h (de Brasília)- foto: divulgação

Thiago Pereira, 29, levou 12 anos para consolidar um objetivo que parecia uma profecia.

Tornar-se o maior medalhista brasileiro na história dos Jogos Pan-Americanos. Por uma ironia do destino, porém, teve a premiação pelo feito adiada.

Nesta quarta (15), com um ouro no revezamento 4 x 200 m livre e um bronze nos 200 m peito, o nadador passou a ostentar 21 pódios em Pan.

São dois a mais do que o ex-nadador Gustavo Borges, que era líder do país em total de medalhas no evento desde 2003.
Pereira festejou o feito discretamente, com menções aos outros três Jogos Pan-Americanos de que participou (Santo Domingo-2003, Rio-2007 e Guadalajara-2011) e a sua mãe, Rose, que sempre o incentivou.

A reserva tem motivo. Nesta quinta (16) ele tentará outro recorde: desbancar o ex-ginasta cubano Erick Lopez como detentor do maior número de pódios em Pan. O caribenho tem 22, contra 21 do nadador.

Pereira nada as provas dos 400 m medley e os 100 m borboleta, com eliminatórias às 11h e finais às 20h (de Brasília).
“Tem muita coisa pela frente. [Hoje] é o dia mais tenso. Mas serão memórias que vão ficar para sempre. São momentos únicos”, afirmou.

Seu companheiro no revezamento 4 x 200 m João de Lucca quase lhe roubou o holofote. O carioca triunfou também nos 200 m livre.

Nos 200 m peito, onde Pereira foi bronze, o ouro ficou com seu xará Thiago Simon.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir