Esportes

Santos é condenado a pagar R$ 74 milhões no caso Damião e deve penhorar CT

O montante é referente ao empréstimo dos investidores, que desembolsaram 13 milhões de euros para tirar o centroavante do Internacional  - foto: divulgação

O montante é referente ao empréstimo dos investidores, que desembolsaram 13 milhões de euros para tirar o centroavante do Internacional – foto: divulgação

O prejuízo do Santos na transação envolvendo o atacante Leandro Damião pode ser maior do que a atual diretoria do clube esperava. Isso porque a Justiça de São Paulo condenou o clube paulista a pagar R$ 74 milhões ao grupo de investidor maltês, a Doyen Sports.

O montante é referente ao empréstimo dos investidores, que desembolsaram 13 milhões de euros para tirar o centroavante do Internacional e colocá-lo no Santos em dezembro de 2013.

A Justiça determina que o Santos pague a dívida em até três dias e “ameaça” penhora de bens. O “UOL Esporte” apurou que o departamento jurídico do clube deve recorrer e, inclusive, já estuda penhorar o CT Meninos da Vila.

Como Damião conseguiu liberação do Santos no início deste ano e se tornou um jogador livre pela Fifa, o clube é obrigado a pagar a Doyen o valor mínimo investido por eles na transação.

Santos e Doyen ainda brigam na Justiça em relação às transferências de Felipe Anderson para a Europa e de Geuvânio para o futebol chinês. O presidente Modesto Roma ignora todos os acordos firmados entre a antiga diretoria e o grupo maltês.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir