Sem categoria

Sambódromo de Manaus recebe visita técnica de segurança da ‘Operação Carnaval’

Representantes de diversas entidades estiveram reunidos no Sambódromo de Manaus – Janailton Falcão

A poucos dias do grande desfile das escolas de samba de Manaus, órgãos estaduais, municipais e do judiciário, integrados à Secretaria Executiva Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada (SEAGI), começam a tirar do papel os planejamentos de ações que serão empregadas durante o carnaval. O objetivo é garantir a segurança e a qualidade da festa, que espera receber um público de 80 mil pessoas.

Na manhã desta terça-feira (14), representantes de diversas entidades estiveram reunidos no Sambódromo de Manaus, situado na avenida Pedro Teixeira, para realizar um reconhecimento técnico das instalações, onde vão funcionar estrategicamente as bases das instituições nos dois dias de desfile. No início da próxima semana, novas visitas deverão ocorrer no local para finalizar o Plano Tático Integrado de segurança (PTI).

“Essa visita técnica é como se estivéssemos no jogo de xadrez. A princípio, olhamos o local sem nada e conseguimos nos enxergar nos pontos estrategicamente escolhidos para atuarmos. Quando o sambódromo estiver lotado, com 80 mil pessoas, ninguém vai conseguir planejar nada. Vamos realizar a segurança dessas pessoas sabendo o que estamos fazendo, onde estamos e para onde queremos ir”, disse o coronel Ricardo Cavalcante, chefe do departamento da Diopcs.

Cavalcante ressaltou que uma das novidades no sistema de segurança para este ano é de trabalhar da Polícia Civil ao lado da Polícia Militar no monitoramento da festa. O coronel salientou que o comando está analisando a viabilidade técnica dessa opção e, se for possível, o pedido será atendido. Além disso, o chefe da Diopcs adiantou que uma delegacia móvel será implantada, nos dias dos desfiles, em frente ao sambódromo para atender as ocorrências envolvendo perda de crianças e documentos, roubos, agressões, etc.

“Os órgãos estão estabelecendo seus postos entre os blocos A, B, C, F e G. A ideia é que as entidades envolvidas nas mesmas questões, como a Semmasdh, conselhos tutelares e juizado de menor, ficarem instaladas no mesmo ambiente. Isso é algo necessário para o bom funcionamento das ações. Tudo tem que ser visto antes e todas as adaptações precisam ser feitas esta semana. A finalidade é que a operação aconteça sem problema”.

Desde o dia 16 de janeiro deste ano, foi publicado um decreto pelo Juizado da infância e da juventude, onde determina que apenas crianças, com idade a partir dos 5 anos, poderão assistir ou participar do desfile das agremiações. O descumprimento da ordem, ocasionará em multa de 3 a 10 salários mínimos para as escolas de samba e intimação dos pais para esclarecimentos diante de um juiz sobre a presença do menor de idade na festa.

“Serão feitas abordagem na concentração e na entrada do sambódromo, tanto pelo conselho tutelar como pela Semmasdh. As escolas precisam ter o alvará que permite a presença de crianças no desfile. Assim como os pais precisam estar munidos da certidão de nascimento do menor ou do RG. O critério principal para a escolha desta idade mínima está ligado a questão da vulnerabilidade da criança, devido a quantidade de pessoas no local e a venda de bebidas alcoólicas”, explicou a inspetora geral em exercício do juizado da criança e da juventude, Bianca Catunda.

O major da Polícia Militar do Amazonas, Nilo Corrêa, que também participou da visita técnica, disse que neste ano, serão disponibilizados na matriz do policiamento do sambódromo cerca de 700 homens. O comando trabalha com uma nova adaptação no contingente, em virtude da redução nos dias de apresentação das escolas de samba, que passou de três para dois dias.

Trânsito

Com o planejamento todo pronto, o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) trabalhará, no entorno do Centro de Convenções de Manaus, com o apoio de 120 agentes. O diretor do departamento de qualidade e gestão, Ricardo Leão, destacou que assim como nos anos anteriores, algumas vias da região serão interditadas na próxima sexta-feira (24).

“Já estamos preparados para atuar tanto no desfile das escolas como nas bandas de rua. Ao todo serão mais de cem agentes nesses locais, mas a maioria será empregada após as 18h, no sambódromo. As vias Pedro Teixeira, Loris Clodovil e Belmiro Vianez (Alameda do Samba), serão parcialmente interditadas. O acesso dos moradores será feito pelas avenidas desembargador João Machado (estrada dos franceses), Mario Pinto e Darcy Vargas”, orientou o servidor.

Gerson Freitas
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir