Economia

Safra deste ano deverá ser 5,9% maior do que a de 2014

A safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas este ano deverá ser 5,9% maior do que a registrada em 2014.

Segundo os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, feito em maio pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 2015 deve fechar com safra total de 204,3 milhões de toneladas. As informações são da Agência Brasil.

O levantamento de maio estima uma safra 1,7% maior do que a pesquisa feita em abril, a qual previa uma produção de cereais, leguminosas e oleaginosas de 201 milhões de toneladas para este ano. Em relação a 2014, são esperados crescimentos nas três principais lavouras: soja (11,4%), arroz (2,1%) e milho (0,4%).

Dos 26 produtos analisados pelo IBGE, 12 deverão ter crescimento, entre eles o café em grão -arábica (0,9%), o feijão em grão 1ª safra (4,2%), a mandioca (4,2%), a cevada em grão (22,1%) e o trigo em grão (18,9%).

Quatorze produtos deverão encerrar 2015 com queda na produção, entre eles a cana-de-açúcar (1,5%), laranja (7%), o café em grão -canephora (16,9%) e o algodão herbáceo em caroço (7,6%).

A estimativa de maio também prevê aumento de 2% na área a ser colhida este ano, em comparação com o ano anterior. A área da soja deve ser ampliada em 5,4% e a do milho, em 0,8%. O arroz deverá ter queda de 3,4%.

CONAB

Já para o 9º levantamento da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento, também divulgado hoje, a produção de grãos da safra 2014/2015 deve chegar a 204,5 milhões de toneladas, com aumento de 5,6% (ou 10,9 milhões de toneladas a mais) em relação à safra 2013/2014, quando alcançou 193,62 milhões de toneladas.

Os cálculos da Conab e do IBGE usam metodologias diferentes. O IBGE trabalha com anos civis, enquanto a Conab pesquisa o ano-safra, que vai de abril a março do ano seguinte, no Centro-Sul. O IBGE também inclui, nos levantamentos, culturas que não integram as pesquisas da Conab.

Comparado ao levantamento do mês passado, houve ganho de 2,3 milhões de toneladas. Esse acréscimo, diz a Conab, deve-se ao ganho na produtividade da soja e do milho 2ª safra. A produção de soja deve chegar a 96 milhões de toneladas, 11,5% a mais que as 86,1 milhões da safra passada. Já o milho 2ª safra chegará a 49,4 milhões de toneladas, ganho de 2% em relação a 2013/2014.

A pesquisa da Conab foi realizada entre os dias 17 e 23 de maio.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir