Economia

Rymo da Amazônia completa 30 anos no mercado amazonense

Presidente da Rymo da Amazônia, José Marques de Almeida falou com a imprensa - foto: João Paulo Oliveira

Presidente da Rymo da Amazônia, José Marques de Almeida falou com a imprensa – foto: João Paulo Oliveira

A empresa do ramo de papelaria Rymo da Amazônia completou 30 anos de fundação na noite desta sexta-feira (16), com um evento que reuniu colaboradores, fornecedores, amigos e parceiros da empresa.

O presidente do grupo José Marques de Almeida, destacou a visão de crescimento a ser seguida pela empresa. “Estou muito feliz, a empresa está madura, a população manauara reconhece a nossa vontade de alimentar negócios, a comunidade da região Norte nos abraça. A primeira fatia do bolo eu dou ao povo do Amazonas”, disse Almeida.

Em ritmo de festa, Almeida foi prático enquanto ao futuro material da empresa. “Temos a filosofia de sempre oferecer o melhor produto e o melhor atendimento. Iremos trabalhar muito mais essa questão nos próximos anos, pois daí gerarão mais retornos financeiros e mútuo crescimento. Assim conseguiremos gerar cada vez mais empregos na cidade”, disse o presidente.

A empresa que é genuinamente amazonense começou no segmento gráfico. Após o crescimento, passou a operar no ramo de papelaria, impressoras, informática, scanners profissionais e linhas de CTPS. A empresa não visa somente lucros, mas também à gestão socioambiental, com eventos voltados ao dia da árvore, no próximo dia 21, em Manaus.

Presidente nacional da Kodak, Gilberto Farias veio a Manaus exclusivamente para festa - foto: João Paulo Oliveira

Presidente nacional da Kodak, Gilberto Farias veio a Manaus exclusivamente para festa – foto: João Paulo Oliveira

Presença marcada

Residente em São Paulo, o presidente nacional da Kodak, Gilberto Farias, garantiu presença na ocasião especial. Ele representou uma grande parceria entre Rymo da Amazônia e Kodak.

“Sem dúvida vim para poder prestigiar o evento de suma importância. A Rymo é uma parceira eficaz a Kodak. O José de almeida é uma importante celebridade e um grande empresário, é um ser humano fora do comum, pois da parte dele existem preocupações sociais com os colaboradores da Rymo, esses trinta anos não foram construídos sozinho, foram árduos trabalhos em grupo. Assim vejo a Rymo como espelho da Kodak”, completou Farias, que dirige a companhia no Brasil há dez anos.

Por João Paulo Oliveira

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir