Política

Rotta não viaja para Colômbia e negocia com rodoviários

Rotta está em reunião com os representantes dos rodoviários e do Sinetram para, juntos, encontrarem alternativas que não prejudiquem a população – Janailton Falcão

Para evitar a possibilidade de uma nova paralisação no transporte público de Manaus, o prefeito Arthur Neto (PSDB), decidiu que o seu vice, Marcos Rotta (PMDB), ficasse na capital para que, caso seja preciso, fique à frente das negociações e encontros com os empresários do Sindicato das Empresas de Transportes de Manaus (Sinetram) e representantes dos rodoviários, ainda esta semana. Arthur viaja ainda esta segunda (18) para a Colômbia, onde deve ficar por, pelo menos, cinco dias.

Artur viaja para a cidade de Bogotá e, no próximo domingo (22), seguirá para Medellín, ambos na Colômbia. A intenção é conhecer o funcionamento do sistema de mobilidade urbana do país colombiano, como Bus Rapid Transit (BRT) – Transporte Rápido por Ônibus e Veículo Leve sobre Trilho (VLT). O prefeito vai acompanhado do titular da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), coronel Audo da Costa; secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antônio Nelson; além dos vereadores, Chico Preto (PMN) e Rosivaldo Cordovil (PTN), representando a Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Rotta disse que, em conversa com o prefeito, entraram em consenso e, segundo o vice-prefeito, usaram da sensatez para o momento, evitando uma possível nova paralisação no sistema de transporte público. “Como já havia uma agenda definida entre o Arthur, achei por bem eu ficar e sugeri que o prefeito fosse para Colômbia, representado o município, para que a gente não pudesse ter nenhum tipo de prejuízo nessa nossa intenção de nos aproximar da realidade dos modais de lá”, explicou.

De acordo com o vice, a viagem será para conhecer o Trânsmilênio de Bogotá e, em seguida, fazer um raio-x “realista” para trazer exemplos do modelo que podem ser implantados em Manaus.
“O Audo, da SMTU, foi com a missão de fazer um relatório amplo a respeito disso. No retorno, iremos realizar uma grande reunião. A ideia do prefeito é que a gente tenha o maior número de alternativas possíveis. O que tiver de melhor vamos tentar moldar para cidade de Manaus, dentro da realidade urbanista, traçado e orçamento”.

Rodoviários

Rotta, disse está recebendo a categoria hoje para mediar e encontrar alternativas entre os rodoviários e o Sinetram.

“Existem pleitos divergentes em categorias que limitam uma mesma causa e a gente precisa entender isso com sensibilidade e responsabilidade. Nosso papel vai ser de mediar e, acima de tudo, de encontrar as alternativas para que a população não tenha o prejuízo que teve ontem. Vamos trabalhar para evitar que novos transtornos e situações desagradáveis ocorram”.

Diogo Dias
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir