Esportes

Rosberg é pole na Rússia e iguala marca de Piquet e Lauda

O alemão Nico Rosberg, da Mercedes, larga em primeiro no GP da Rússia, em Sochi, neste domingo (1º). Na manhã de sábado (30), ele fez a pole com 1min35s417.

O também alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, registrou o segundo melhor tempo, sete décimos atrás do líder da temporada da F-1, mas sairá em sétimo. Ele perdeu cinco posições por ter trocado o câmbio.

O inglês Lewis Hamilton, companheiro de Rosberg, teve um problema no carro antes da última etapa da classificação e não saiu para a pista. Com isso, largará em décimo e precisará fazer uma corrida de recuperação.

O brasileiro Felipe Massa, da Williams, terminou em quinto, mas ganhou a posição de Vettel. À frente dele sairão dois finlandeses: seu companheiro de equipe, Valtteri Bottas, em segundo, e Kimi Raikkonen, da Ferrari, em terceiro.

O brasileiro Felipe Nasr parou logo no Q1, a primeira etapa da classificação. Ele largará em 19º lugar. Além do representante da Sauber, outros cinco pilotos foram eliminados nessa fase: Magnussen, Palmer, Wehrlein, Haryanto e Ericsson.

No Q2, as atenções ficaram com o piloto da casa, Daniil Kvyat, da Red Bull. O russo conseguiu passar para a etapa decisiva nos últimos momentos. Pelo caminho ficaram Sainz, Button, Hulkenberg, Alonso, Grosjean e Gutierrez.

Antes do decisivo Q3, Hamilton teve um problema em seu carro e permaneceu nos boxes. Assim, abriu caminho para Rosberg faturar a 24ª pole da carreira com facilidade.
O alemão igualou as marcas de Nelson Piquet e Niki Lauda e agora faz parte do grupo de dez pilotos que mais vezes largaram na frente. O recordista é Michael Schumacher, com 68 poles.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir