Sem categoria

Rodoviários paralisam quatro linhas que atendem a Zona Oeste

Os sindicalistas resolveram parar as atividades alegando que seria em retaliação ao não acordo em relação ao dissídio coletivo, cuja data base é dia 1º de maio - foto: divulgação

Os sindicalistas resolveram parar as atividades alegando que seria em retaliação ao não acordo em relação ao dissídio coletivo, cuja data base é dia 1º de maio – foto: divulgação

Membros do Sindicato dos Rodoviários paralisaram na tarde desta terça-feira (26), as linhas 128, 013, 450 e 120, que pertencem à empresa Viação São Pedro e atendem bairros da zona Oeste da cidade. A paralisação, que durou cerca de duas horas e meia, começou às 15h30 e terminou por volta das 18h, atingiu aproximadamente 5 mil pessoas.

De acordo com a direção da concessionária, os sindicalistas resolveram parar as atividades alegando que seria em retaliação ao não acordo em relação ao dissídio coletivo, cuja data base é dia 1º de maio.

Ainda de acordo com a empresa, a assessoria jurídica do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) foi comunicada e vai acionar a justiça, já que a paralisação não foi avisada com antecedência e os usuários que dependem das linhas foram pegos de surpresa.

Liminar

Na noite desta segunda-feira (25), o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) acatou o pedido feito pelo Sinetram e estabeleceu que 70% da frota operasse normalmente nos horários de pico caso o Sindicato dos Rodoviários realizassem algum movimento paredista nesta terça-feira (26). Caso houvesse o descumprimento da decisão judicial, o sindicato dos trabalhadores poderia ser multado em R$ 50 mil por hora e R$ 100 mil por empresa, caso impedisse a saída dos ônibus.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir